0

Arce diz que negou Palmeiras para cumprir contrato com Cerro

"O que queremos fazer é cumprir o tempo de contrato no mínimo até 2021", disse o ídolo alviverde

22 out 2020
18h41
atualizado às 19h31
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Com status de ídolo no Palmeiras, Arce é um dos nomes especulados para o cargo de técnico. O ex-lateral direito, atualmente no comando do Cerro Porteño, foi questionado sobre o time alviverde nesta quinta-feira, mas reiterou a posição de cumprir seu contrato com a equipe paraguaia.

Arce voltou a trabalhar no Cerro Porteño no início deste ano
Arce voltou a trabalhar no Cerro Porteño no início deste ano
Foto: Divulgação/Cerro Porteño / Estadão Conteúdo

O Palmeiras decidiu demitir o técnico Vanderlei Luxemburgo após a derrota por 3 a 1 contra o Coritiba, sofrida na noite da quarta-feira passada, pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro. Desde então, o clube presidido por Maurício Galiotte está em busca de um novo técnico.

"Não quero me aprofundar muito nisso, mas, sim, falei com dois ex-companheiros (do Palmeiras) na mesma noite que terminou o vínculo do professor Vanderlei. Mas não quis entrar em contato. Em teoria, era falar com o presidente nessa noite ou no dia seguinte", disse Arce em entrevista à rádio 'Monumental 1.080 AM', do Paraguai.

"No dia seguinte, falei com os dois para dizer o que pensava. Na verdade, o que queremos fazer é cumprir o tempo de contrato no mínimo até 2021", disse Arce. "Vamos respeitar esse tempo, a não ser que a diretoria tome outras decisões", reiterou.

Como técnico do Cerro Porteño, o técnico ganhou a última edição do Campeonato Paraguaio e classificou o time à Copa Libertadores 2021. Pelo Palmeiras, fez 241 partidas de 1998 a 2002, ganhando a Copa do Brasil 1998, a Copa Mercosul 1998, a Copa Libertadores 1999, o Torneio Rio-São Paulo 2000 e a Copa dos Campeões em 2000.

Em busca de um treinador, o Palmeiras tentou tirar Miguel Angel Ramirez do Independiente del Valle, mas o espanhol preferiu não deixar o seu time agora. O clube presidido por Maurício Galiotte atualmente estuda nomes como o espanhol Quique Setien e o argentino Gabriel Heinze.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade