Marini cita aprendizado no Catar: "Começamos muito atrás e atingimos um bom nível"

Piloto da Avintia celebrou o fim da rodada dupla do Catar e se mostrou ansioso para correr em um outro circuito com o protótipo da MotoGP

8 abr 2021
0comentários
Publicidade
Luca Marini foi o 16º colocado em sua primeira corrida na categoria
Luca Marini foi o 16º colocado em sua primeira corrida na categoria
Foto: Sky VR46 / Grande Prêmio

Luca Marini celebrou o fim da rodada dupla do Catar, mas saiu satisfeito com o que conseguiu aprender. O italiano reconheceu que começou muito atrás na MotoGP, mas considerou que conseguiu atingir um bom nível.

No GP do Catar, Marini largou em 18º e ganhou duas posições na corrida. No GP de Doha, segunda etapa de 2021, o italiano se classificou em 13º, mas acabou apenas em 18º e, portanto, segue sem pontuar na temporada.

Com testes e duas corridas no Catar, Luca Marini só guiou MotoGP em Losail
Com testes e duas corridas no Catar, Luca Marini só guiou MotoGP em Losail
Foto: VR46 / Grande Prêmio

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube.

Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

Apesar do placar, Luca destacou que aprendeu bastante nestas corridas e considerou que terá de intensificar os treinos físicos para lidar com a exigência física da classe rainha do Mundial de Motovelocidade.

"Aprendi muito sobre a moto nestas duas corridas. Sinto-me mais confortável e percebi em que áreas mais terei de trabalhar na academia: a parte superior do meu corpo e, no geral, nos meus braços, para poder melhorar nas mudanças de direção", disse Luca. "Em relação à corrida, aprendi muito em relação aos pneus. Depois de dez voltas, eles desgastam muito, especialmente do lado direito. Tentei controlar o máximo que podia para poupá-los, mas a pilotagem foi difícil", seguiu.

Mesmo satisfeito, Marini também celebrou a saída do Catar, já que está ansioso para guiar a Ducati em outro traçado. Por conta da pandemia do novo coronavírus, a MotoGP realizou os testes da pré-temporada também no circuito de Losail.

"Estou feliz que a rodada do Catar tenha acabado, também porque estou feliz em poder correr em uma nova pista em outro país. Certamente não estou feliz com o resultado", comentou. "A primeira coisa que vou fazer quando voltar para Tavullia é comer pizza, pois sinto muita falta, e aí começar a treinar para estar pronto para Portimão", avisou.

"Nós começamos muito atrás e agora atingimos um bom nível. Vai ser interessante quando a mudar a pista, pois será a minha primeira vez com a MotoGP em uma pista que não seja o Catar. Será interessante ver a diferença em relação os líderes e se eu ficarei imediatamente feliz com isso", indicou. "Agora vai começar um período mais complicado, e é por isso que eu gostaria de ter alcançado resultados melhores no Catar. A Ducati funciona muito bem aqui, então é uma pena que não tenha conseguido atingir tudo que poderia", concluiu.

Grande Prêmio
Publicidade
Publicidade