PUBLICIDADE

Medalha de ouro olímpica roubada é encontrada em lixo de barbearia

Objeto pertence a jogadora de vôlei dos Estados Unidos que teve pertences furtados em carro no mês passado

2 jul 2022 - 12h13
(atualizado às 12h24)
Ver comentários
Publicidade
(Foto: Reprodução/Departamento de Polícia de Anaheim)
(Foto: Reprodução/Departamento de Polícia de Anaheim)
Foto: Lance!

Uma medalha de ouro conquistada por uma atleta da seleção dos Estados Unidos, no vôlei feminino, em Tóquio 2020, foi encontrada no lixo de uma barbearia na Califórnia. O objeto havia sido roubado no mês passado. A informação foi publicada pelo 'The Mercury News'.

A medalha pertence a atleta Jordyn Poulter, de 24 anos. Os donos do local, Noe Hernandez e sua esposa, Maria Carrillo, entregaram a medalha para a atleta que foi considerada a melhor de sua posição nas Olímpiadas.

A dona do estabelecimento disse que encontrou uma sacola do McDonald's com uma pequena sacola preta dentro dela atrás do prédio enquanto fazia a limpeza.

O roubo aconteceu em um carro que estava estacionado em uma residência alugada pela atleta, para um período de treinos dela com a seleção americana. Na época, o ladrão foi preso mas o objeto não foi recuperado.

A atleta admitiu que deixou o carro destrancado e não imaginou que um roubo poderia acontecer. Em entrevista, ela fez um apelo para que a medalha fosse devolvida.

- Meu pensamento inicial é nunca pensar o pior e que coisas assim não acontecem. Mas acontecem e é lamentável. Você aprende muito rápido quando perde algo tão especial, tão inestimável. Não acho que tenha tanto valor sentimental para você quanto para mim, meus amigos, família, companheiros de equipe. Se você estiver com a medalha, por favor, devolva - disse, na ocasião.

Lance!
Publicidade
Publicidade