0

Mangaratiba diz que não pode atuar contra festa de Neymar

O Ministério Público afirmou que "está analisando as representações encaminhadas para adoção das medidas eventualmente cabíveis"

30 dez 2020
12h27
atualizado às 12h57
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

A Prefeitura de Mangaratiba, cidade do Rio de Janeiro onde o atacante Neymar dará uma festa de fim de ano para 150 pessoas, informou em nota enviada à Reuters nesta quarta-feira (30) que não tem competência para legislar sobre eventos privados. Ao mesmo tempo, disse que a não realização de eventos "é uma questão de responsabilidade social e bom senso do cidadão diante a pandemia".

Neymar em partida do Paris St Germain e Olympique Lyonnais
 13/12/2020 REUTERS/Charles Platiau
Neymar em partida do Paris St Germain e Olympique Lyonnais 13/12/2020 REUTERS/Charles Platiau
Foto: Reuters

O astro do Paris St Germain e da Seleção Brasileira tem sido alvo de críticas após informações sobre a festa que organiza na cidade fluminense, com previsão de 150 participantes e duração de vários dias, logo em um momento em que a pandemia de covid-19 volta a ganhar força no Brasil.

Segundo a nota da Prefeitura de Mangaratiba, os decretos em vigor no município relacionados ao controle da pandemia "atingem diretamente o uso do solo público e de áreas sob concessão, a exemplo de comércios, orlas e praças". Em caso de celebração de fim de ano em propriedade particular, a prefeitura orienta que se respeitem os protocolos de prevenção contra a covid-19, "como a não realização de aglomerações", entre outros.

O Ministério Público do Rio de Janeiro afirmou, também em nota enviada à Reuters, que a Polícia Militar deverá atuar de acordo com as regras estabelecidas pelo município e que "está analisando as representações encaminhadas para adoção das medidas eventualmente cabíveis".

Procurada, a assessoria de imprensa do jogador não se manifestou de imediato.

A doença já matou mais de 192 mil pessoas no país e autoridades de saúde têm alertado que aglomerações realizadas durante as festas de fim de ano podem agravar ainda mais o quadro. Somente na terça-feira (29), o Ministério da Saúde registrou 1.111 novas mortes no Brasil pela covid-19.

Inicialmente, relatos na imprensa davam conta que a festa de Neymar teria 500 convidados, mas a informação foi negada pela Agência Fábrica, que organiza o evento. A agência disse que a festa terá 150 convidados e que estará sujeita a regras rígidas de saúde para tentar evitar a disseminação da covid-19.

"A realização do evento se dá cumprindo todas as normas sanitárias determinadas pelos órgãos públicos", afirmou a Agência Fábrica em nota.

O evento é privado e todas as licenças dos órgãos competentes foram obtidas, acrescentou.

Veja também:

Coluna de Vídeo: O Terrorismo Esportivo precisa ser combatido
Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade