0

Uma arena de discórdia! Veja efeitos da rodada dupla no Acre na Copa BR

Vestiários feitos às pressas, logística, mudanças de fuso horário... Futebol acreano se prepara para receber rodada dupla na primeira fase da competição

4 fev 2019
07h29
atualizado às 07h29
  • separator
  • 0
  • comentários

A edição de 2019 Copa do Brasil sequer começou, mas já vem rendendo uma boa dose de correria em seus bastidores. A inédita "rodada dupla acreana" do torneio na Arena da Floresta, que abrigará tanto com o embate entre Galvez e ABC quanto com o duelo entre Rio Branco-AC e Bahia, promete trazer uma sucessão de impactos ao local.

- O que chegou para a gente é que a partida foi adiantada a pedido dos clubes, questão de logística. Isto nos ajuda, porque estamos em um período no qual chove muito no Acre. Havia risco de o gramado ficar desgastado com duas partidas em dois dias consecutivos. Agora, como é o futebol acreano "contra todos", esperamos que dê um bom público - revelou o mandatário da Federação de Futebol do Estado do Acre (FFAC), Antônio Aquino, ao LANCE!.

No entanto, de acordo com o secretário-adjunto de Esporte do Governo do Acre, Júnior Santiago, a Arena da Floresta (com capacidade par 13.534 pessoas) terá de passar por ajustes até a rodada dupla, prevista para o dia 13 de fevereiro.

- Embora a gente faça rodadas duplas no Campeonato Estadual, nunca ocorreu algo assim, envolvendo duelos na Copa do Brasil. É claro que teremos de fazer de fazer adaptações para receber as duas equipes de fora. Nosso objetivo é dar o maior conforto possível para eles.

CRIAÇÃO DE VESTIÁRIOS ANEXOS

'Projeto a toque de caixa', afirma secretário de Esportes do Acre (Foto: Divulgação)

Os ajustes da Arena da Floresta passarão pelas estruturas para abrigar os quatro clubes envolvidos na rodada dupla. Segundo Júnior Santiago, haverá a criação de novos vestiários:

- Nas partidas do Estadual, a gente faz com que os clubes daqui dividam os vestiários. Mas desta vez, não. A gente vai deixar os vestiários principais com o ABC e o Bahia. Haverá instalações adaptadas também para outros clubes - afirmou, completando:

- Este projeto tem sido feito a toque de caixa, porque estamos a poucos dias da nossa rodada dupla. Vamos também abrir espaço para sala de entrevistas tanto ao Bahia quanto ao ABC.

O secretário, que é responsável pela Arena da Floresta, detalhou como deve ser a divisão de torcida:

- Nós vamos dar um setor para o ABC, outro para o Bahia. As torcidas de Galvez e Rio Branco ficarão misturadas.

ASPECTO POSITIVOS: CASA CHEIA E 'DESAFOGO' NO CALENDÁRIO

Galvez joga suas fichas no torneio. Já ABC disputa competições paralelas na época (Foto: Divulgação)

As equipes que fazem a abertura da rodada dupla na Arena da Floresta veem com bons olhos a mudança de data para 13 de fevereiro. Mandatário do Galvez-AC, Coronel Edener Franco exalta a possibilidade de casa cheia:

- A mudança de data contribui muito para a gente. A casa cheia faz com que a gente consiga mais força para pressionar o ABC, que é um adversário difícil. Além disto, acrescenta muito para a publicidade esta questão de termos duas partidas consecutivas.

Segundo Franco, o Time Militar vem bastante empenhado para este duelo:

- Nos preparamos bastante para esta partida. Lutamos para sobreviver neste ano. Disputar a Copa do Brasil contribui muito para sobreviver na temporada.

Vice-presidente do ABC, Bira Marques revelou que a mudança de datas foi benéfica para o calendário da equipe:

- Ficou mais tranquilo para a gente, por causa do Estadual e da Copa do Nordeste. A gente tem uma sequência de jogos muito cansativa. Uma partida decisiva no Potiguar e, depois, temos uma grande chance de jogar final de turno (Copa Cidade de Natal). Sem contar que, no dia 16 de fevereiro, jogamos contra o CRB.

O dirigente disse que a logística foi amenizada pelas tabelas das competições:

- Ainda bem que os jogos nas demais competições serão em casa. Seria muito cansativo viajar para o Acre e, depois, ter de viajar para outro local.

A partida ocorre às 21h30 (de Brasília). Segundo o presidente da FFAC, Antônio Aquino, um horário corriqueiro da rotina acreana:

- Na verdade, será o horário das 18h30 (com o horário de verão, o fuso horário é de três horas em relação a Brasília). A tendência é de que o público vá em peso à Arena da Floresta.


NOVO VESTIÁRIO E FUSO HORÁRIO: AS DISCÓRDIAS

Atual campeão, Rio Branco questiona vestiário a toque de caixa. Bahia diz que não foi consultado (Foto: Divulgação)

No entanto, o clima é de discórdia entre quem protagonizará o segundo confronto. Diretor de futebol do Rio Branco, que é o atual campeão acreano, Alex Cavalcante faz críticas à estrutura montada para os clubes locais:

- Nós achamos muito ruins, por conta da questão de logística. Esta maneira como foi definida a questão do vestiário anexo não é uma coisa comum. Isto pode atrapalhar nossa preleção, em especial em um jogo superimportante, talvez no nosso jogo mais importante do ano.

O dirigente contou como Estrelão chega à Copa do Brasil:

- A gente vem dentro das limitações. Já ganhamos algumas vezes do Bahia, mas vamos nos dedicar muito.

Vice-presidente do Bahia, Vitor Ferraz questiona a maneira como feita a mudança para uma "rodada dupla":

- Esta iniciativa não teve qualquer envolvimento do Bahia. Não fomos informados desta mudança.

O dirigente não poupa críticas em relação ao horário da partida: 0h30 (de Brasília) do dia 14 de fevereiro. De acordo com ele, há uma sensação de desprestígio:

- Desagrada muito este horário e a dificuldade para os jogadores, que chegarão dois dias antes para adaptar seu relógio biológico para jogar às 23h30, que é o horário de Salvador. Além disto, este horário é um desprestígio ao torcedor. Por ser um clube de tradição, que disputa a Série A, não merecia passar por isso.

Ao L!, Júnior Santiago admitiu que não conseguiu localizar os dirigentes do Tricolor de Aço.

LUTA CONTRA INTEMPÉRIES

'Quem ganha é o futebol acreano!', diz presidente da FFAC (Foto: Reprodução/Rede Amazônica Acre)

Entre mudanças e polêmicas, a sensação que paira em território acreano é de que o estado sairá mais fortalecido com a rodada dupla na Arena da Floresta:

- Quem ganha é o futebol acreano! Acabamos beneficiados, porque ter duas partidas consecutivas motiva muito o torcedor - afirmou Antônio Aquino.

Júnior Santiago mostrou-se tranquilo quanto ao risco do gramado sofrer desgaste:

- Por mais que estejamos em um período em que chove muito, confiamos que tudo vá correr bem. O fato de termos duas partidas em um dia contribuirá muito.

O secretário-adjunto não esconde seu otimismo com o comparecimento em peso dois embates:

- A expectativa é muito boa. Vamos ter uma ação do governo do estado para divulgar também. É do nosso interesse que a dupla fique cada vez mais forte em nível nacional. E, para isto, queremos deixar também a Arena da Floresta bem estruturada.

Lutando contra as intempéries, o futebol acreano se prepara para fazer história na Copa do Brasil.

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade