0

Técnico: ontem estava com minhas vacas e hoje estou no Barça

Novo técnico do Barça disse que embora não tenha um currículo de peso, sua filosofia de jogo ofensivo não mudará

14 jan 2020
12h23
atualizado às 13h31
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Quique Setién foi apresentado nesta terça-feira como novo técnico do Barcelona após ter comandado seu primeiro tempo com a equipe. Durante seu pronunciamento e ao responder as perguntas, o treinador se mostrou feliz com a oportunidade de treinar uma das melhores equipes do mundo, trabalhar com Messi e também disse confiar na sua filosofia de trabalho que usou em sua carreira.

Foto: Albert Gea / Reuters

"Hoje é um dia muito especial para mim e quero transmitir esse entusiasmo e o desejo de ganhar para os jogadores. Ontem eu estava passeando com minhas vacas na cidade e hoje estou no centro de treinamentos do Barcelona, treinando os melhores jogadores do mundo".

Sobre a oportunidade de comandar Messi e companhia, o Setién se mostrou lisonjeado com a oportunidade.

"Hoje, treinar o melhor jogador do mundo e os seus companheiros é algo que ainda não sei o que significa. Conversamos sobre a admiração que tenho por ele, mas que todos precisam estar no mesmo lugar, com o mesmo pensamento. A relação será sensacional".

O novo técnico também espera aproveitar este momento em que está chegando, pois segundo Setién toda chegada de um novo treinador é um motivo de ânimo para o grupo.

"Cada vez que chega um treinador novo, há um estímulo nos jogadores no vestiário de maneira imediata. Com o tempo esse estímulo pode ser diluído, mas precisamos manter o que vimos no treinamento de hoje".

E sobre seu estímulo como treinador, Setién comentou sobre seus trabalhos anteriores e que mesmo sem títulos, não deixou sua filosofia de lado.

"É importante ter claro sobre a filosofia que vamos jogar. Nosso desenho pode ser um 4-3-3 ou um 4-4-2 que tem sido utilizado bastante recentemente. O desenho pode mudar, mas a filosofia não. Recentemente, nas equipes eu que treinei, só conseguia garantir que elas jogassem bem. Todas tinham uma identidade de jogo. Não tenho um currículo extenso, não ganhei títulos. Somente demonstrei, por onde passei, uma filosofia que me encanta".

Setién, que já comanda o Barcelona neste domingo contra o Granada pelo Campeonato Espanhol, ainda acredita que muito deve ser conversado e falado com os jogadores nos treinamentos. O espanhol acordou ontem com o clube após a demissão de Ernesto Valverde e espera-se que sob novo comando, a equipe renda e apresente um melhor futebol dentro de campo.

Veja também: 

 

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade