0

Lochte diz que pensou em suicídio após escândalo na Rio-2016

Envolvido na polêmica do falso assalto, o nadador americano afirma que chorou diversas vezes e quis acabar com a própria vida

6 jun 2017
20h20
atualizado em 7/6/2017 às 10h51
  • separator
  • comentários

Após a polêmica do falso assalto durante a Rio-2016, o nadador americano Ryan Lochte ainda é obrigado a conviver com as consequências. Quase dez meses após o episódio em um posto de gasolina na capital carioca, o atleta admite que passou por momentos complicados.

Em entrevista à ESPN americana, o atleta contou que passou por problemas emocionais, chorou diversas vezes e quase perdeu a vontade de seguir vivo.

"As pessoas queriam uma razão para me odiar. Depois do Rio, provavelmente eu era a pessoa mais odiada do mundo. Em alguns momentos eu estava chorando, pensando, "se eu for para a cama e nunca mais acordar, tudo bem", afirmou.

Questionado sobre suicídio, Lochte respondeu:

"Estava prestes a acabar com toda a minha vida."

Apesar dos problemas, o nadador encontrou forças na noiva Kayla Rae Redi e no filho. Ele também afirma ter aprendido a lição.

"Tudo acontece por um motivo. Olha, eu parei com a natação em 2013. Eu estava cansado, exterminado. Agora encontrei um novo propósito com meu filho. Essa chama se acendeu e é maior do que nunca, e estou muito animado, porque eu sei o que vai acontecer em Tóquio. Todo mundo vai ter que ficar atento."

Ryan Lochte conquistou 12 medalhas olímpicas
Ryan Lochte conquistou 12 medalhas olímpicas
Foto: LANCE!

Veja também

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade