PUBLICIDADE

Respiradores doados pela Federação Paulista em troca da realização de jogos no Rio apresentam defeito

Todos os dez equipamentos não puderam ser instalados no Hospital Municipal do Retiro, em Volta Redonda; Federação Paulista afirmou que foi notificada sobre o caso

29 abr 2021
13h18 atualizado às 13h18
0comentários
13h18 atualizado às 13h18
Publicidade

Dez respiradores doados pela Federação Paulista de Futebol (FPF) para a Prefeitura de Volta Redonda, cidade do interior do Rio de Janeiro, não puderam ser instalados no Hospital Municipal do Retiro após apresentarem defeito. A informação é da BandNews FM.

Estádio Raulino de Oliveira recebeu jogos do Paulistão em troca de respiradores (Foto: Marcelo Cortes/Flamengo)
Estádio Raulino de Oliveira recebeu jogos do Paulistão em troca de respiradores (Foto: Marcelo Cortes/Flamengo)
Foto: Lance!

A doação dos equipamentos foi uma promessa da FPF em troca da realização de jogos do Paulistão no estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, durante a fase de proibição de realizações de jogos de futebol em São Paulo, por parte do governo estadual, durante a fase mais critica da pandemia.

Segundo a Band, a FPF confirmou que foi notificada sobre o caso e que solicitou a devolução dos equipamentos para fornecedora, que teria concordado em devolver o valor utilizado para a compra dos dez aparelhos. Ainda segundo a Federação, uma nota solicitação de compra foi feita com outra empresa, para que os respiradores sejam, enfim, utilizados.

Com a paralisação do futebol no estado de São Paulo, a FPF fechou um acordo com a cidade de Volta Redonda, no Rio de Janeiro, para a transferências de duas partidas do Paulistão 2021. Mirassol enfrentou o Corinthians e o São Bento encarou o Palmeiras no estádio municipal em troca de dez leitos de UTI para a prefeitura do município.

Lance!
Publicidade
Publicidade