PUBLICIDADE

Para Mauro, Neymar deve ser 'super-herói' para resolver missão do PSG contra City: 'Foi contratado para isso'

Jornalista entende que jogador deve fazer uma partida brilhante para reverter, fora de casa, o resultado negativo do jogo de ida contra o Manchester City

29 abr 2021 14h30
| atualizado às 15h45
ver comentários
Publicidade

O jornalista Mauro Cezar Pereira analisou a participação discreta de Neymar na derrota do PSG, em casa, para o Manchester City, no jogo de ida da semifinal da Champions. O brasileiro não marca na competição desde que a #NeyDay passou a ser usada como incentivo de fãs pelas redes sociais. Segundo o jornalista, isso deve mudar, já que o astro foi contratado pelo time parisiense para ser decisivo nos momentos mais difíceis.

Deu azar? Neymar não marca na Champions desde o inicio da #NeyDay (Foto: FRANCK FIFE / AFP)
Deu azar? Neymar não marca na Champions desde o inicio da #NeyDay (Foto: FRANCK FIFE / AFP)
Foto: Lance!

O jornalista, inclusive, fez uma analogia com a figura do super-herói, que deve aparecer nos momentos mais difíceis para 'salvar o mundo' e virar o jogo nas situações mais adversas. A opinião foi dada em live do 'Uol Esportes'.

- A régua para o que o Neymar fez é diferente da dos outros, porque nenhum jogador foi contratado por um país para transformar um time, vamos chamar, nem médio era, porque o PSG nem era um frequentador assíduo assim de Liga dos Campeões, para transformar o PSG em um time campeão europeu, um time de maior evidência, brigando entre os maiores, foi colocado muito dinheiro e ele é o jogador mais caro da história do futebol - disse.

- Ele foi contratado para fazer coisas diferentes, para ser o super-herói, para aparecer na hora mais difícil, para virar esse jogo agora em Manchester, essa é a tarefa dele, não adianta fugir disso, ele foi contratado para isso - completou.

Mauro disse ainda que Neymar precisa 'meter uma capa' de super-herói e fazer uma partida brilhante diante do City na próxima semana.

- Ele é o Superman, o Batman, é o super-herói, tem que meter uma capa e resolver, é isso que se espera dele. Isso não sou eu que estou falando, é o cenário que foi construído. Então quando ele faz uma partida boa, razoável, sempre é menos do que se espera dele, porque realmente ele foi contratado para isso, não foi para ser mais um jogador, mas um supercraque - analisou.

- O Neymar tem que fazer mais, vai ter uma nova chance e se ele fizer, a gente vai voltar aqui e vai falar como o Neymar brilhou. É o que se espera dele, qualquer coisa menos que isso não é satisfatório, isso é a mera realidade, é a mera constatação - disse.

O PSG precisa marcar dois gols e não sofrer nenhum para ganhar no tempo normal. Se o clube parisiense ganhar por 2 a 1 a partida vai para os pênaltis. Em caso de empate, derrota, ou vitória por apenas um gol de diferença, o PSG estará eliminado.

Lance!
Publicidade
Publicidade