0
Logo do Seleção Brasileira
Foto: terra

Seleção Brasileira

Novos rumos dos calendários na Europa trazem impacto na lista de convocados da Seleção Brasileira

Jogadores com boa sequência, como Douglas Luiz e Bruno Guimarães, saem na frente de quem está em outros países na lista de Tite divulgada na sexta-feira passada

19 set 2020
07h02
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

A reorganização do calendário do futebol europeu em virtude dos efeitos da pandemia do novo coronavírus fez a comissão técnica da Seleção Brasileira analisar cautelosamente quem entraria na lista de convocados para os duelos com Bolívia e Peru. A sequência em campo foi fundamental para que novos nomes ganhassem projeção no início de caminhada do Brasil nas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022.

Bruno Guimarães (foto), assim como Douglas Luiz, ganha espaço por forte rendimento na retomada (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)
Bruno Guimarães (foto), assim como Douglas Luiz, ganha espaço por forte rendimento na retomada (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)
Foto: Lance!

- Com todos os atletas que a gente convocou, temos um cuidado muito grande para a posição e função. Pesou a sequência de jogos, a minutagem... - garantiu o técnico Tite.

Além do bom momento, Bruno Guimarães, do Lyon, e de Douglas Luiz, do Aston Villa, foram destacados por suas condições físicas pelo preparador da Seleção Brasileira, Fábio Mahseredjian.

- Tivemos a preocupação do quanto cada atleta vem jogando. O Bruno Guimarães jogou a semifinal da Liga dos Campeões, é um atleta que está rodado. O Douglas Luiz jogou pela Premier League e Copa da Inglaterra, vem com uma minutagem, enquanto outros não vêm atuando em jogos oficiais - disse.

Pivô de uma saída turbulenta do Barcelona, o meio-campista Arthur também se enquadra no ponto de vista da "minutagem" da comissão técnica. Tite rechaçou que o problema disciplinar do jogador tenha influído na sua ausência nas partidas iniciais da Seleção nas Eliminatórias.

- A não convocação do Arthur tem a ver com o seguinte: ele ficou dois meses e meio, três meses, as últimas nove rodadas no Barcelona, sem jogar. Ele não esteve presente. Agora, no início da competição com a Juventus, ele jogou 45 minutos de jogo-treino. Ele não está em bom ritmo de jogo - e disse em seguida:

- Não teve aspecto disciplinar, isso seria do clube, do que pode ter sido - completou.

O fato do Campeonato Italiano só começar neste fim de semana também foi visto como complicador para que Lucas Paquetá continuasse a ser chamado.

- O Paquetá participou de alguns amistosos e isso dificultou muito nossa avaliação - disse Mahseredjian.

Porém, Tite garantiu que não descarta nenhum dos dois da sua lista de selecionáveis.

- São atletas que vão estar sim no nosso acompanhamento e essa competição leal de desempenho é normal e natural que aconteça. Quando você consegue competir em alto nível, a tendência é sempre evolução. É assim que os atletas devem entender - garantiu o comandante.

Veja também:

Editor do L! analisa grave crise dentro e fora de campo do Botafogo
Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade