3 eventos ao vivo

Messi faz exigência e quer Guardiola no City além de 2021

Argentino pode assinar contrato com o Manchester City pela próximas três temporadas

26 ago 2020
11h17
atualizado às 12h55
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Lionel Messi pode ter solicitado aos dirigentes do Manchester City a garantia de que Pep Guardiola será treinador do clube além de 2021, de acordo com a RAC1. As negociações entre o pai do jogador e o clube inglês, com o dirigente Ferran Soriano à frente, já estão em curso. Dessa forma, entende-se que o argentino não tem vontade de trabalhar com outro treinador que não seja o espanhol.

Messi e Guardiola podem reeditar parceria do Barcelona no Manchester City (Foto: AFP / LLUIS GENE)
Messi e Guardiola podem reeditar parceria do Barcelona no Manchester City (Foto: AFP / LLUIS GENE)
Foto: LANCE!

O contrato de Guardiola termina em junho de 2021, mas pouco se fala na Inglaterra sobre uma renovação neste momento. Esta será a primeira vez que o comandante ficará cinco anos em um único clube e seu vínculo pode ser estendido para que trabalhe com o melhor jogador do mundo por mais um período.

As informações indicam que Messi pode assinar um contrato por três temporadas com o Manchester City, o que faria com que Guardiola tivesse que permanecer no clube até 2023. Os dois personagens já conversaram por telefone na última semana para tratar sobre a possibilidade de mudança do argentino para o futebol inglês.

Pré-candidato do Barça exige multa a Messi

Toni Freixa, pré-candidato à presidência do Barcelona no próximo ano, criticou a forma como Lionel Messi tratou o clube ao pedir para sair na última terça-feira. Em declarações à Radio Marca, o catalão diz estar tranquilo e ciente de que toda Era tem um final, mas que o argentino deve pagar a multa de rescisão presente no contrato.

"Eu não estou muito preocupado com a saída do Messi, pois tudo tem um fim. A questão é que ele fez isso de uma forma tão infeliz e sem respeitar o clube. Eu estou surpreso e desapontado como um homem do Barcelona. Desapontado pelo que Messi fez. Os contratos devem ser cumpridos e o que Messi tem que fazer é pagar os 700 milhões de euros (mais de R$ 4 bilhões) e sair".

 

 

Messi busca uma saída sem custos do Barcelona se prendendo em uma cláusula de seu contrato em que poderia exercer a rescisão do vínculo de forma unilateral ao fim da temporada. O prazo era até o dia 10 de junho, mas o argentino entende que por conta da paralisação do futebol devido a Covid-19, a data inicial deve ser prorrogada.

Veja também:

Confira a repercussão da morte de Maradona na Argentina e pelo mundo
Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade