PUBLICIDADE

Matheus Nascimento, do Botafogo, critica arbitragem por não marcar possível pênalti em Ronald: 'Ridículo'

O lance contestado por Matheus aconteceu aos 27 minutos da etapa final, quando Ronald invadiu a área pela direita e caiu depois de um choque com Galarza

16 mai 2021 16h20
| atualizado às 16h20
ver comentários
Publicidade
Os jogadores do Botafogo ficaram na bronca com a arbitragem (Foto: Vitor Silva / Botafogo)
Os jogadores do Botafogo ficaram na bronca com a arbitragem (Foto: Vitor Silva / Botafogo)
Foto: Lance!

Na derrota do Botafogo para o Vasco por 1 a 0, no estádio Nilton Santos, pelo jogo de ida da final da Taça Rio, um lance deixou os jogadores do Glorioso irritados. Aos 27 minutos da etapa final, Ronald invadiu a área pela direita e caiu depois de um choque com Galarza, do Cruzmaltino.

O árbitro Rafael Martins de Sá mandou o lance seguir, e os jogadores do Botafogo reclamaram bastante. Através das redes sociais, o atacante Matheus Nascimento desabafou pela não marcação da penalidade.

- Isso é ridículo, nós jogadores não pedimos para beneficiar algum clube, pedimos apenas para ser justo.

Matheus Nascimento reclama nas redes sociais (Foto: Reprodução/Instagram)
Matheus Nascimento reclama nas redes sociais (Foto: Reprodução/Instagram)
Foto: Lance!

Não foi só Matheus Nascimento que ficou na bronca. O meio-campista Ricardinho, em entrevista à Botafogo TV, e o técnico Marcelo Chamusca, em entrevista coletiva, criticaram a não marcação da penalidade máxima em favor do Botafogo.

- Da onde eu estava eu achei que ele tomou uma pancada na perna, só que o bandeirinha que estava mais próximo talvez pudesse ter ajudado o árbitro, estava em uma posição melhor. É aquela situação, se é fora da área ele daria a falta, mas dentro da área deixou de dar, prejudicou a gente. Vamos continuar trabalhando para reverter o placar - disse Ricardinho.

-Houve um pênalti absurdo no Ronald no segundo tempo, dois jogadores derrubaram. É o segundo clássico que a arbitragem prejudica o Botafogo, o primeiro foi contra o Flamengo. O Ronald foi derrubado de forma absurda, não tem como não ver falta no lance como aquele. Mas é muito fácil colocar apenas na conta do treinador. Não devemos colocar na conta de ninguém porque temos 180 minutos para jogar e temos condição para reverter - comentou Marcelo Chamusca.

Lance!
Publicidade
Publicidade