1 evento ao vivo

Livre do rebaixamento, Caio Henrique quer vaga na Copa Sul-Americana: 'Resposta para o nosso torcedor'

Lateral-esquerdo almeja terminar o ano, que não foi bom, de forma digna, amenizando a irregularidade apresentada durante toda a temporada

3 dez 2019
18h35
  • separator
  • 0
  • comentários

Livre do rebaixamento sem entrar em campo, o Fluminense agora foca em obter uma vaga na Copa Sul-Americana do ano que vem. Para conquistá-la, o Tricolor, atualmente na 15ª posição com 42 pontos, precisa ultrapassar ao menos um adversário dos três que são possíveis: Botafogo (42), Atlético-MG (45) e Vasco (47) ou Bahia (48), que se enfrentam na próxima rodada. Caio Henrique destacou que esse feito vai amenizar o ano irregular da equipe.

Caio Henrique é um dos jogadores mais regulares do time em 2019 (Foto: Lucas Merçon/Fluminense)
Caio Henrique é um dos jogadores mais regulares do time em 2019 (Foto: Lucas Merçon/Fluminense)
Foto: Lance!

- Temos dois jogos difíceis contra Fortaleza e Corinthians e precisamos de duas vitórias para obter essa classificação e assim poder fechar o ano, que não foi tão bom. Pecamos em alguns detalhes dentro do Campeonato Brasileiro. A gente sofreu muito para se livrar da degola, mas conseguindo essa classificação, a gente termina o ano bem, dando uma resposta para o torcedor, passando uma mensagem de luta, de garra e de espírito, que se deve ter quando se veste a camisa do Fluminense.

O partida desta quarta-feira contra o Fortaleza vai marcar a despedida do Fluminense do Maracanã. O lateral-esquerdo espera contar com o apoio do torcedor, mas descartou que o jogo vai ser de festa. O Fortaleza já está classificado para a Copa Sul-Americana, mas possui chances matemáticas de ir para a Libertadores.

- Eles estarão lá para nos apoiar. Esperamos um jogo difícil. Lá no Ceará foi um jogo complicado. Eles já estão classificados, mas não acho que virão para passear no Rio de Janeiro. É uma equipe qualificada, com bons jogadores. Então acho que tem tudo para ser um grande jogo e espero que possamos conseguir essa vitória.

TABELA
Confira a classificação do Campeonato Brasileiro

O Fluminense sacramentou a sua permanência na Série A após a vitória do Vasco sobre o Cruzeiro, por 1 a 0, em São Januário. Caio Henrique afirmou que o resultado deu alívio para o elenco, mas ressaltou que o Tricolor dependia apenas das próprias forças.

- Agimos com naturalidade até porque dependíamos de nós mesmos. Mesmo se o Cruzeiro vencesse, com uma vitória diante do Fortaleza, nos livraríamos do rebaixamento. Mas claro que foi bom, deu uma sensação de alívio saber que não temos chances matemáticas de rebaixamento e assim podemos pensar nos jogos que restam, focando na vaga para a Sul-Americana que é bastante importante.

BATE-BOLA COM CAIO HENRIQUE

Com contrato até dezembro, já existe uma definição sobre a sua permanência?
- Sempre deixei bem claro que estou adaptado ao clube. Desde que eu cheguei, fui bem recebido e me sinto bastante à vontade. Consegui reencontrar meu futebol. Estou tendo o meu melhor momento na carreira como profissional, só que deixo isso para depois do campeonato e temos duas decisões. Tenho contrato com o Atlético de Madrid e não depende só de mim. Está com o meu staff cuidar disso junto com o presidente. Espero fazer dois grandes jogos com a camisa do Fluminense para depois conversar sobre essa renovação.

O que a vaga na Copa Sul-Americana vai representar para vocês jogadores?
- São dois jogos importantes que podem nos levar para a Sul-Americana, que seria muito representativo para a gente, até pelo que nós passamos esse ano. Ficamos a maioria do campeonato na zona de rebaixamento. Foram semanas delicadas, clima tenso e entrar no Maracanã, já livre do rebaixamento, podendo buscar essa vaga, é uma motivação a mais para a gente.

Qual é o balanço que você faz da temporada?
- Sempre deixei bem claro que sou muito grato ao Fluminense por ter me aberto as portas. Tinha em mente jogar e aparecer novamente no cenário do futebol brasileiro. Saí muito cedo daqui para a Europa. Voltar para a Seleção Olímpica também era um objetivo que eu tinha ao chegar no Fluminense. Então acho que foi um ano muito proveitoso.

Como você explica o desempenho irregular na temporada, principalmente no Maracanã?
- Pecamos nos detalhes. Principalmente no primeiro semestre no qual dominávamos os adversários e levávamos gols nos minutos finais. Foram detalhes que foram corrigidos. Estamos quatro jogos invictos e isso é importante e mostra que estamos mais concentrados. Só a vitória nos interessa para os nossos objetivos.

O Caio Henrique é lateral-esquerdo ou volante?
- Sou jogador de futebol. Estou a disposição do Fluminense. Sempre deixei claro que a minha posição de origem é o meio-campo, porém me adaptei a lateral e acho importante um jogador jogar em mais do que uma posição, até pelo calendário. Sempre tem lesões, suspensões e é sempre importante ter um jogador com essa característica no elenco.

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade