2 eventos ao vivo

Hoje em busca de um novo técnico, dez anos atrás o Vasco demitia Vagner Mancini

Atualmente, Cruz-Maltino procura um substituto para Abel Braga. No dia 25 de março de 2010, também houve um vazio no comando técnico da equipe

25 mar 2020
07h14
atualizado às 07h14
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

A procura do Vasco por um novo treinador não é novidade. Agora com José Luís Moreira à frente do departamento de futebol, o substituto de Abel Braga está sendo definido pelo clube. Situação parecida com a que começava a acontecer há exatos dez anos: já era madrugada do dia 25 de março de 2010 quando, após derrota para o Americano, na noite do dia 24, pelo Campeonato Carioca, Vagner Mancini foi demitido pela diretoria, à época, de Roberto Dinamite.

Vagner Mancini ficou no comando do Vasco durante três meses e foi demitido em seguida (Foto: Divulgação/Vasco)
Vagner Mancini ficou no comando do Vasco durante três meses e foi demitido em seguida (Foto: Divulgação/Vasco)
Foto: Lance!

Eram outros tempos de investimento no futebol brasileiro, mesmo assim a época também era de vacas magras no Cruz-Maltino. A equipe estava a poucas semanas de iniciar a disputa da Série A do Campeonato Brasileiro após o título da Série B de 2009. Era a retomada nacional após o primeiro rebaixamento.

Contratado para iniciar a temporada de 2010, Mancini caiu após 18 jogos. Foram dez vitórias, quatro empates e quatro derrotas. Números até melhores que os de Abel em 2020: em 14 partidas, quatro vitórias, cinco empates e cinco derrotas antes da pandemia do novo coronavírus gerar a paralisação do futebol no Brasil.

Se o Vasco atual tem Leandro Castan como destaque e Talles Magno como a grande promessa, aquele time do passado já contava com jogadores que fariam parte da equipe campeã da Copa do Brasil de 2011. Fernando Prass e Fagner estiveram entre as menos de duas mil pessoas que participaram ou viram, em São Januário, a melancólica despedida do então treinador.

FICHA TÉCNICA
VASCO 2 X 3 AMERICANO

Estádio: São Januário, Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Carlos Eduardo Nunes Braga (RJ)
Auxiliares: Silbert Faria Sisquim (RJ) e Luiz Antonio Muniz de Oliveira (SP)

Público: 732 pagantes (1.543 presentes)
Renda: R$10.840,00

Cartões Amarelos: Dudé, Fernando, Rafael Coelho, William, Magno
Cartões Vermelhos: Jader (35'/2ºT)

Gols: Leandro Gomes (17'/1ºT) (0-1); Elton (18'/1ºT) (1-1); Leandro Gomes (28'/2ºT) (1-2); Léo Gago (43'/1ºT) (2-2) e Nilton, contra (7'/2ºT) (3-2).

VASCO: Fernando Prass, Élder Granja, Fernando (Geovane Maranhão, 31'/2ºT), Titi e Márcio Careca; Nilton, Rafael Carioca (Magno ,16'/2ºT), Léo Gago e Jefferson; Rafael Coelho (Dodô, 16'/2ºT) e Élton - Técnico: Vágner Mancini.

AMERICANO:
Fred; Ruan, Índio e Nirley; Paulo Henrique (Dejair, 27'/2ºT), Dudé, Jader, William e Rafinha; Leandro Gomes (Evandro, 19'/2ºT) e Renatinho (Edinho, intervalo) - Técnico: Toninho Andrade.

Veja também:

Pelé é superestimado? Editor do L! avalia polêmica criada por site inglês
Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade