0

Goleiro da Chape 'joga a toalha' sobre situação: 'Hora do torcedor se conformar com uma Série B'

Resultado de igualdade na Arena Condá contra o Goiás deixa o Verdão do Oeste a 11 pontos do Cruzeiro, primeiro time fora do Z4

20 out 2019
21h47
  • separator
  • 0
  • comentários

A igualdade sofrida já nos minutos finais da partida contra o Goiás na cidade de Chapecó deixou uma ferida aberta no time da Chapecoense. A demonstração clara desse tipo de sensação foram nas palavras um tanto quanto desanimadas ditas pelo goleiro João Ricardo após o apito final.

Márcio Cunha/Chapecoense
Márcio Cunha/Chapecoense
Foto: Lance!

Na visão do arqueiro, a equipe tem se dedicado nos compromissos, porém parece que as coisas simplesmente não dão certo. Adicionando que, nesse momento, o torcedor já precisa se preparar para o fato de que a situação entrou em caráter praticamente irreversível.- Olha, a gente precisa ser sincero. O time tentou, ganhando de 2 a 0 e, no segundo tempo, parece que o campo inclinou. Não podemos jogar dentro de casa dessa maneira e deixar empatar uma partida como essa. Acho que temos de ser sinceros. Eu tenho muito respeito em falar isso, mas eu tenho que falar: a partir de agora, o torcedor tem que começar a pensar numa Série B. Talvez seja o momento do torcedor já se conformar em, no ano que vem, jogar uma Série B.

Nesse momento, o time é o 19° colocado com 17 unidades, mesma quantia do Avaí, levando vantagem a Chape no saldo de gols. A distância para a primeira equipe fora da zona de rebaixamento (atualmente o Cruzeiro) é de 11 pontos.

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade