10 eventos ao vivo

Gamalho brilha e Cruzeiro perde do CRB em pleno Mineirão

Em noite ruim da Raposa, o time alagoano abre boa vantagem para o jogo de volta, na próxima quarta-feira, no Estádio Rei Pelé, em Maceió

11 mar 2020
23h28
atualizado em 12/3/2020 às 14h20
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Em uma noite de futebol ruim, fragilidade defensiva e ofensiva, o Cruzeiro foi derrotado pelo CRB por 2 a 0, gols de Léo Gamalho, abrindo vantagem no confronto entre mineiros e alagoanos na terceira fase da Copa do Brasil.

Vaiado, João Lucas, foto, foi a síntese da noite ruim do Cruzeiro no Mineirão-(Bruno Haddad/Cruzeiro)
Vaiado, João Lucas, foto, foi a síntese da noite ruim do Cruzeiro no Mineirão-(Bruno Haddad/Cruzeiro)
Foto: LANCE!

A equipe alagoana mostrou muita eficiência defensiva e quando ia ao ataque, soube aproveitar bem os lances de gol, saindo do Gigante da Pampulha com o triunfo e a possibilidade de perder por até um gol de diferença na partida em Maceió.

O time celeste não teve a mesma força de reação demonstrada no clássico contra o Atlético-MG e terá de se reinventar para inverter o placar a favor do CRB. A Raposa teve quase 70% de posse de bola, mas ter a redonda não se converteu em bola na rede ou mesmo em perigo para o time das Alagoas.

A equipe mineira, maior vencedora da Copa do Brasil está com um sério risco de ser eliminado na terceira fase. E, mesmo com um time renovado, de jovens, o seu torcedor ficará frustrado com a queda na competição. Detalhe: neste edição do mata-mata, o time azul só empatou, além da derrota para o CRB.

O jogo de volta entre as duas equipes será na quarta-feira, 18 de março, às 21h30, no Estádio Rei Pelé, em Maceió. Caso haja igualdade de placares nos dois confrontos, a vaga à quarta fase será decidida nos pênaltis. Esta edição da Copa do Brasil não tem gol qualificado. Logo, o que vale no agregado é o saldo de gols das partidas para definir o classificado.

Cruzeiro continua distante em suas linhas de campo

A Raposa mostra o mesmo problema de outros jogos. As linhas de formação ficam muito distantes uma das outras, dificultando tabelas, triangulações e uma compactação entre defesa e ataque.

CRB explora deficiência área do Cruzeiro

O time de Marcelo Cabo fez o dever de casa e viu que a bola alçada na área celeste é sua prior fraqueza na temporada. Em vários lances no primeiro tempo, o CRB tentou cruzamentos, alguns com perigos. O resultado foi positivo.

Outra bola na área da Raposa e...Gol do CRB

O time alagoano bateu, bateu na porta da grande área e Erik pegou uma sobra sozinho no lado direito, ajeitou o corpo e deu um passe para Léo Gamalho subir sozinho, sem nenhuma marcação entre dois zagueiros do Cruzeiro. CRB abre o placar no Mineirão.
João Lucas, o vilão escolhido

O lateral-esquerdo não tem conseguido boas apresentações com a camisa do Cruzeiro, mas não é o único. Porém, o torcedor o escolheu como o vilão do mau futebol que o time apresenta em boa parte das últimas partidas.

CRB consegue manter o Cruzeiro longe de sua área

A equipe alagoana fez o gol e se posicionou bem na defesa. Suas linhas estavam próximas, impedindo que o Cruzeiro conseguisse chegar perto do seu gol. Postura defensiva sólida, mas que pode chamar mais ainda a Raposa para o seu campo.

Robinho e Rafael Santos para mudar o time

Adilson Batista não esperou o segundo tempo começar e fez logo duas mudanças. Robinho no lugar de Everton Felipe, que fez um jogo muito abaixo do esperado, e Rafael Santos, que ficou com a vaga de João Lucas. Esta mudança foi um movimento claro do treinador em poupar o jogador das vaias da torcida.

Dois centroavantes não funciona mais uma vez

Marcelo Moreno e Thiago juntos não dão ao time força dentro da grande área. O efeito é o contrário: perde-se a jogada de lado de campo, pois com a dupla, obriga Moreno e Thiago ficarem longe do gol.

Cruzeiro repete um ritual: espera o segundo tempo para reagir

A tônica da Raposa tem sido essa: sai atrás no placar e tem de melhorar na etapa final para se impor em campo. O time celeste melhorou bastante no segundo tempo e teve boas chances de gols nos primeiros 20 minutos.
Um "salseiro" na defesa celeste e Léo Gamalho marca de novo
Dudu passa por toda a zaga do Cruzeiro, olha e rola para Léo Gamalho deixar mais uma vez sua marca no Mineirão. CRB mantém estratégia forte em campo, esperando a Raposa e dando o bote na hora certa.

O time que fez frente ao Galo não estava em campo diante do CRB

Se o torcedor do Cruzeiro ficou orgulhoso dos seus jovens pela postura contra o Atlético-MG, no clássico estadual , o mesmo não pode ser dito da atuação da equipe, que voltou bem para a etapa final, mas ao levar o segundo gol, se abateu e não soube reagir.

Agenda dos clubes

O CRB-AL terá o Confiança-SE, no sábado, 14 de março, às 18h, no Estádio Batistão, em Aracaju, pela Copa do Nordeste. Já a Raposa recebe o Coimbra, domingo, 15, às 16h, no Independência, pela nona rodada do Campeonato Mineiro.

FICHA TÉCNICA

CRUZEIRO 0 x 2 CRB
Data-hora: 11 de março de 2020, às 21h30(De Brasília)
Estádio: Mineirão, Belo Horizonte(MG)
Árbitro: Sávio Pereira Sampaio(DF)
Assistentes: Daniel Henrique da Silva Andrade e Jose Reinaldo Nascimento Junior(DF)
Cartões amarelos: Maurício, Marcelo Moreno, Filipe Machado, Robinho, Jadsom(CRU), Ewerton Páscoa, Igor(CRB)
Cartões vermelhos:-
Público e renda: Público Total: 13.118/ Público Pagante: 10.247/ Renda: R$ 210.569,50

Gols: Léo Gamalho, aos 16'-1ºT(0-1), Léo Gamalho, aos 13'-1ºT(0-2)

CRUZEIRO: Fábio; Edilson(Welinton, aos 23'-2ºT), Cacá, Arthur e João Lucas(Rafael Santos-intervalo); Jadsom, Filipe Machado, Maurício e Everton Felipe(Robinho-intervalo), Thiago e Marcelo Moreno. Técnico: Adilson Batista

CRB: Victor Souza; Lucas Mendes(Thalisson, aos 35'-2ºT), Gum, Ewerton Páscoa e Igor; Claudinei, Carlos Jatobá e Rafael Longuine(Dudu, aos 45'-1ºT); Luidy(Léo Príncipe, aos 46'-2ºT), Erik e Léo Gamalho Técnico: Marcelo Cabo

Veja também:

A novela continua! Após desistir de espanhol, Palmeiras segue em busca de novo técnico
Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade