0

Flamengo ratifica boa fase, bate o Junior e encerra a fase de grupos da Libertadores como líder

Time de Domènec Torrent entrou em campo, nesta quarta-feira, já classificado, só precisando de um empate para avançar como líder, e fez seu dever de casa com triunfo

21 out 2020
23h25
atualizado às 23h39
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
Bruno Henrique marcou o terceiro gol do Flamengo na partida (Foto: AFP)
Bruno Henrique marcou o terceiro gol do Flamengo na partida (Foto: AFP)
Foto: Lance!

Junior Barranquilla foi o rival da estreia e o da despedida do Flamengo no Grupo A da Libertadores. E, tanto na Colômbia quanto no Rio de Janeiro, o Rubro-Negro venceu (como em todos os outros encontros entre ambos). O triunfo da vez se deu na noite desta quarta-feira, por 3 a 1, com gols de Thuler, Lincoln e Bruno Henrique, no Maracanã, e manteve o time de Domènec Torrent, alternativo por já ter entrado classificado e soberano em campo, como líder. Quem descontou o placar foi Teo Gutiérrez.

Agora, o Flamengo, que encerrou esta fase com 15 pontos e aguarda o chaveamento das oitavas, volta os holofotes para o Brasileiro. O próximo jogo será contra o Internacional, neste domingo, no Beira-Rio.

INÍCIO AVASSALADOR

Supondo pelas recentes escalações, Bruno Henrique foi o único titular absoluto acionado para iniciar. Dome optou por uma equipe alternativa, poupando diversas peças e visando o duelo pela liderança do Brasileiro neste domingo, contra o Internacional. E parece que o padrão avassalador da última partida - massacre sobre o Corinthians - foi prolongado para o início desta.

Thuler abriu o placar (Foto: AFP)
Thuler abriu o placar (Foto: AFP)
Foto: Lance!

Com dez minutos, o Flamengo já havia chegado pelas duas laterais com perigo, sendo que Vitinho acertara o travessão em um dos lances. E na jogada seguinte, após cobrança de escanteio e desvio de Léo Pereira, Thuler abriu o marcador. Certamente a torcida cantaria: "Ih, só dá Mengo...".

GOL COM DEDO DE DOME

Após sofrer o gol, o Junior adiantou a marcação e visou incomodar mais os mandantes. Com exceção de uma roubada em saída errada de César, que não culminou em arremate limpo, os colombianos seguiam sendo pressionados. E deixando mais espaços nesse cenário.

Em uma das brechas, o Flamengo, já "no automático", conforme vem destacando Torrent, ampliou o marcador, beirando o intervalo. Bruno Henrique fez jogada individual e cruzou para Lincoln. A bola ainda bateu no zagueiro antes de sobrar limpa para o camisa 29: caixa. Foi um gol com dedo do catalão, que apostou e bancou a permanência do jovem centroavante, outrora alvo de críticas da torcida e que esteve por detalhes de ser negociado.

MOLECADA EM AÇÃO

Vale o destaque para um espaço significativo para a molecada do Ninho do Urubu no segundo tempo. O meia-atacante Lázaro e o volante João Gomes entraram após o intervalo. Noga e Ramon foram acionados depois. Ou seja, o segundo tempo serviu para os Garotos do Ninho, que ainda estão em seus primeiros passos nos profissionais, ganharem cancha, sem pressão.

Gomes atuou por 45 minutos e se destacou (Foto: AFP)
Gomes atuou por 45 minutos e se destacou (Foto: AFP)
Foto: Lance!

GOL LÁ, MAS CÁ TAMBÉM

No segundo tempo, o Flamengo permaneceu com uma atuação consistente de de controle das ações, rodando a bola com certa facilidade. Mas levou um susto numa escapada do Junior no contragolpe. Fuentes achou bem Teo Gutiérrez, no miolo da zaga: gol do matador colombiano.

E não foi o contratempo travou a toada rubro-negra, que foi aguda como se espera em um esquema com dois extremos (Michael foi muito bem hoje, por exemplo). Em nova cobrança de escanteio, minutos depois, por volta dos 30', Matheuzinho cobrou, e Bruno Henrique, parando no ar à la Cristiano Ronaldo, cabeceou no ângulo. Um golaço à altura do palco.

RATIFICAÇÃO DA BOA FASE

O Flamengo só administrou nos minutos finais. A garotada ainda fez uma fumaça e, com o apoio de Dome, colaborou para a ratificação da boa fase e a convicção da força do elenco. Uma atuação admirável. Do outro lado, o Junior foi eliminado da Libertadores, mas assegurou uma vaga na Sul-Americana.

FICHA TÉCNICA

LIBERTADORES - 6ª RODADA DA FASE DE GRUPOS

Flamengo 3x1 Junior Barranquilla

Estádio: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)

Data: 21 de outubro de 2020, às 21h30

Árbitro: Patricio Loustau (ARG)

Auxiliares: Gabriel Chade (ARG) e Facundo Rodríguez (ARG)

Gramado: Irregular

Cartões amarelo: Cetré (JUN)

Cartões vermelhos: -

GOLS: Thuler, 11'/1ºT (1-0); Lincoln, 40'/1ºT (2-0); Teo Gutiérrez, 24'/2ºT (2-1); Bruno Henrique, 30'/2ºT (3-1).

FLAMENGO (Técnico: Domènec Torrent)

César; Matheuzinho, Thuler (Gabriel Noga, 22'/2ºT), Léo Pereira e Renê; Willian Arão (João Gomes, intervalo) Diego, Michael, Vitinho (Lázaro, intervalo) e Bruno Henrique; Lincoln (Ramon, 33'/2ºT).

JUNIOR BARRANQUILLA (Técnico: Luis Amaranto Perea)

Sebastián Viera; Piedrahita (James Sánchez, 38'/2ºT), Rosero, Ditta e Gabriel Fuentes; Didier Moreno Larry Vásquez, 26'/2ºT), Leonardo Pico, Edwuin Cetré e Luis González (Fabián Viáfara, 26'/2ºT); Teo Gutiérrez e Miguel Borja (Valencia, 38'/2ºT).

Veja também:

Confira a repercussão da morte de Maradona na Argentina e pelo mundo
Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade