13 eventos ao vivo

Flamengo prova o incontestável: o Palmeiras de 2019 não tem jeito

O grande esforço do domingo é encontrar algo positivo no Verdão na derrota por 3 a 1 para o campeão brasileiro e da Libertadores, no pior resultado do time na história do Allianz

1 dez 2019
18h07
  • separator
  • 0
  • comentários

Era difícil o palmeirense encontrar algum otimismo para enfrentar o Flamengo neste domingo. Mas, certamente, nenhum dos mais de 22 mil pagantes, em jogo de torcida única, não esperavam ver a pior derrota da história do Allianz Parque: 3 a 1 para o Flamengo, e mais uma prova de que o Verdão desta temporada, realmente, não tem mais jeito.

O Flamengo de Gabigol expôs, de novo, que o Palmeiras pouco acertou (Ricardo Moreira/Fotoarena/Lancepress!)
O Flamengo de Gabigol expôs, de novo, que o Palmeiras pouco acertou (Ricardo Moreira/Fotoarena/Lancepress!)
Foto: Lance!

O primeiro tempo, que terminou 2 a 0 para o time carioca, foi um escândalo. Os números do Footstats expõem como o anfitrião praticamente só assistiu, de dentro de campo, o adversário jogar. O Rubro-Negro deu 268 passes, contra apenas 174 dos donos da casa. E o Palmeiras ainda conseguiu ter errado mais passes, mesmo pegando menos na bola: 19 contra 16.

O gol de Arrascaeta, aos quatro minutos de jogo, deixou claro que a tarde seria inesquecível de uma forma bastante negativa. O Flamengo tocou a bola ao longo do campo todo por muito tempo, sem deixar o Palmeiras encostar nela, apenas correndo atrás, e errado, até o uruguaio receber de Gabigol com o gol de Jailson já escancarado.

Mano Menezes quis inventar. Apostou em três volantes, com Ramires ao lado de Felipe Melo e Bruno Henrique, e Lucas Lima na armação de um esquema com Dudu solto, e Luiz Adriano como referência. Tudo isso na teoria. A prática é que o Verdão não encontrou o Flamengo ao longo do primeiro tempo.

Já aos 45 minutos, Gabigol fez um. Com poucos segundos na etapa final, Vitor Hugo, de atuação completamente sofrível, deixou o artilheiro do Brasileiro fazer outro. Nem deu para ninguém perceber que diferença faria ter Gustavo Scarpa no lugar do apático Ramires, com o time sem um trio de volantes.

O Flamengo descansou. Saiu Bruno Henrique, Gabigol diminuiu o ritmo, e o Palmeiras passou a jogar sob intensas vaias e xingamentos de sua própria torcida. Dudu não desistiu da partida, tentava jogadas de todas as formas e foi merecidamente um dos poupados pela torcida - Felipe Melo foi outro. Assim, ainda teve gol anulado de Willian e Matheus Fernandes descontou, aos 38.

O que fica marcado é o pior resultado do Palmeiras no estádio: nunca tinha perdido por mais de um gol de diferença tendo suas redes balançadas três vezes. Logo no provável último jogo com grama natural no estádio. Mais um claro indício de que quase tudo precisa mudar. São cinco partidas sem vencer, e a terceira colocação no Campeonato Brasileiro, atrás ainda do Santos.

O Palmeiras começou o ano campeão nacional e com a convicção de que estava fazendo tudo certo. Aumentou seu orçamento, manteve todos os titulares do título brasileiro de 2018. E termina a temporada ainda mais convicto de que, na verdade, não acertou quase nada. Fica o desafio para o palmeirense que veio ao Allianz Parque achar algo positivo no que foi visto neste domingo.

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade