PUBLICIDADE

Flamengo fica a um passo da classificação na Libertadores

Clube rubro-negro volta a vencer em Quito após 69 anos e consolida seu melhor início na história da Libertadores. Classificação pode vir na próxima rodada em caso de vitória

5 mai 2021 07h04
| atualizado às 09h30
ver comentários
Publicidade
Flamengo está a uma vitória da classificação (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)
Flamengo está a uma vitória da classificação (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)
Foto: Lance!

Houve o tempo em que o Flamengo sofria com campanhas irregulares e eliminações precoces na Libertadores. Agora, não mais. Em sua quinta participação consecutiva, o clube dá indícios que aprendeu a lidar com as adversidades do torneio e que não há espaço para novos vexames. Nesta terça-feira, o Rubro-Negro chegou à terceira vitória em três jogos e ficou a um passo de garantir a classificação antecipada para as oitavas de final.

O triunfo sobre a LDU foi a prova de como um elenco calejado na competição pode ser importante na competição. Diante de uma altitude de 2.850 metros, o Flamengo foi do céu ao inferno em apenas 15 minutos e, quando parecia que não teria força, soube se impor novamente para arrancar os três pontos fora de casa.

Além de manter o clube com 100% de aproveitamento, o resultado de 3 a 2 - com gols de Gabigol (2) e Bruno Henrique - deixou o Flamengo em situação muito confortável no Grupo G da Libertadores. Com nove pontos conquistados, o Rubro-Negro só precisa de uma vitória nas três rodadas finais para se classificar à fase de mata-mata.

Caso vença o Unión La Calera na próxima rodada, o clube tem chance, inclusive, de garantir matematicamente a primeira colocação da chave com duas rodadas de antecedência. Para isso, precisa torcer também para um empate entre LDU e Vélez na outra partida do grupo.

 

Gabi marcou dois gols sobre a LDU (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)
Gabi marcou dois gols sobre a LDU (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)
Foto: Lance!

 

QUEBRA DE TABUS HISTÓRICOS

Como se não bastasse a liderança do grupo e a situação confortável de olho na classificação, a vitória sobre a LDU nesta terça-feira tornou-se importante por outros dois motivos.

O primeiro é o de afastar um longo fantasma e voltar a vencer na altitude de Quito após quase 69 anos. A última - e única - vez que o Flamengo havia vencido na capital do Equador foi em junho de 1952, quando bateu o Boca Juniors de Cali por 6 a 3 em um amistoso no Estádio Olímpico de Atahualpa.

Desde então, o Rubro-Negro voltou à cidade em outras três oportunidades e acumulou tropeços. Em 2019, perdeu para a LDU por 2 a 1 pela fase de grupos da Libertadores. Em 2020, foram dois jogos contra o Independiente del Valle na altitude de 2.850 metros: empate em 2 a 2 pela Recopa Sul-Americana e derrota de 5 a 0 pela fase de grupos da Libertadores.

Outro feito histórico alcançado pelo Flamengo foi o de vencer as três primeiras partidas da Libertadores pela primeira vez. Nas 16 participações anteriores, o clube havia conseguido vencer as duas primeiras, no máximo. Assim, o Rubro-Negro quebrou mais este tabu e consolidou o seu melhor início na história da competição mais importante da América do Sul.

Após o importante triunfo em Quito, o Flamengo desembarca no Rio de Janeiro nesta quarta-feira e terá o dia de folga. O elenco se reapresenta no Ninho do Urubu na quinta-feira e inicia a preparação para o duelo contra o Volta Redonda. A partida, válida pela semifinal do Carioca, será no sábado, às 21h30 (de Brasília), no Maracanã.

Lance!
Publicidade
Publicidade