25 eventos ao vivo

'Falta de vontade', jogo ruim e ritmo de férias: a derrota do Vasco no Morumbi

Cruz-Maltino fez péssima partida contra o São Paul. Boa notícia ficou por conta do aumento no número de sócios durante o confronto

28 nov 2019
23h11
atualizado em 29/11/2019 às 00h05
  • separator
  • 0
  • comentários

Se a vitória por 2 a 0 contra o São Paulo, em São Januário, no primeiro turno foi considerada pelo técnico Vanderlei Luxemburgo como o melhor jogo do Vasco nesta temporada, a partida desta quarta-feira pode entrar na parte de baixo da lista. No Morumbi, o time Cruz-Maltino jogou mal, sentiu o desfalque de Rossi, não mostrou criatividade e perdeu para os donos da casa por 1 a 0, pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Na próxima rodada, o Vasco recebe o Cruzeiro em São Januário, na segunda-feira, às 20h. Depois, ainda tem Bahia, fora, e Chapecoense em casa.

TABELA
> Confira a classificação e o simulador do Brasileiro clicando aqui

ERROS INDIVIDUAIS

Vasco perdeu para o São Paulo no Morumbi (Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net)
Vasco perdeu para o São Paulo no Morumbi (Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net)
Foto: Lance!

Richard errou no primeiro gol (Foto: Bruno Riganti/Photo Premium/Lancepress!)

Já em ritmo de férias após se livrar do rebaixamento no Brasileirão, o Vasco entrou em campo para a 35ª rodada refletindo o momento fora dele. Com muitos espaços cedidos e falta de atenção geral da equipe de Vanderlei Luxemburgo, o São Paulo, abriu o placar logo aos cinco minutos de partida com erros individuais cruciais.

Dois jogadores com contrato apenas até o fim do ano foram os responsáveis diretos pelos erros que culminaram na derrota parcial da primeira etapa. Richard, emprestado pelo Corinthians, tentou virar o jogo de forma displicente. Depois, Oswaldo Henríquez, que ficará sem clube se não renovar, tirou errado. Os dois já haviam sido protagonistas no gol do Goiás nos minutos finais da última partida Cruz-Maltina.

LENTIDÃO E FALTA DE ROSSI

Vasco sofreu (Foto: Thiago Rodrigues/Ofotografico/Lancepress!)

A etapa inicial foi de muitas dificuldades para o Vasco. Com uma saída de bola cheia de erros e espaços em todos os setores do campo, ficou mais fácil para o São Paulo criar as jogadas no ataque. A escolha de Luxemburgo por Bruno César no lugar de Rossi, que torceu o tornozelo no treino e não se recuperou a tempo. O camisa 10, porém, não acompanhou a dinâmica do time. Isso, aliado a um jogo ruim da maioria dos atletas, prejudicou o andamento vascaíno. Marrony ficou sozinho na frente e pouco conseguiu produzir. A velocidade de Rossi e a qualidade para a transição entre defesa e ataque fez falta.

MUDANÇAS SEM EFEITO

Ribamar entrou no fim do primeiro tempo (Foto: Eduardo Carmim/Photo Premium/Lancepress!)

Depois de perder Marcos Júnior lesionado na primeira etapa e colocar Lucas Ribamar, o técnico Vanderlei Luxemburgo promoveu mais duas entradas ao longo do segundo tempo. Primeiro, Valdívia, que não era relacionado há sete semanas, no lugar de Bruno César. Depois, Felipe Ferreira entrou para a saída de Richard. Tentando fazer o jogo fluir mais, o treinador não viu o resultado em campo. O Vasco continuou com muita dificuldade para criar chances.

FERNANDO MIGUEL

Fernando Miguel foi bem, apesar do gol sofrido (Foto: Maurício Rummens/Fotoarena/Lancepress!)

Depois da falha contra o Goiás e de sair vaiado de São Januário, o goleiro Fernando Miguel teve noite inspirada no Morumbi. Mesmo com a derrota, o camisa 1 foi responsável por pelo menos duas defesas difíceis na partida, além de outras mais simples, mas ainda assim importantes. Miguel vive momento irregular e de muita oscilação no Vasco após um bom início em 2019. Leandro Castan e Marrony também se salvaram.

A BOA NOTÍCIA

Torcida se mobilizou para aumentar os sócios (Foto: Heber Gomes)

Se dentro de campo a situação foi ruim, fora dele há pelo menos uma boa notícia para a torcida. Dando seguimento ao movimento dos últimos dias, o Vasco ganhou 1.324 novos sócios entre o apito inicial e o final. Os vascaínos tentam atingir os 100 mil até esta sexta-feira. Atualmente, o número total é de 88 mil pessoas no programa neste momento.

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade