0

Fábio nega candidatura em 2020: "nunca pensei em política"

Goleiro do Cruzeiro garantiu que não concorrerá nas eleições como vice-prefeito na chapa do deputado estadual professor Wendel

3 set 2019
14h38
atualizado às 14h49
  • separator
  • 0
  • comentários

Após surgir a notícia de que o goleiro Fábio, do Cruzeiro, poderia ser candidato a vice-prefeito de Belo Horizonte em 2020, o jogador se pronunciou sobre o assunto. Em comunicado na sua conta de Instagram, o atleta descartou que irá entrar na política.

Fábio teria sido cortejado por um deputado mineiro para compor sua chapa como candidato a vice-prefeito de BH- (Vinnicius Silva;Cruzeiro)
Fábio teria sido cortejado por um deputado mineiro para compor sua chapa como candidato a vice-prefeito de BH- (Vinnicius Silva;Cruzeiro)
Foto: LANCE!

O camisa 1 da Raposa afirmou que seu foco é o Cruzeiro e negou que teve qualquer conversa para estar na chapa do deputado estadual Professor Wendel, do Solidariedade-MG.

"Nunca falei ou pensei em política, meu foco sempre foi jogar e fazer o melhor a cada dia no meu trabalho, que tenho muito orgulho e me realiza @Cruzeiro. Usaram meu nome sem me comunicar, soltaram a notícia sem antes verificar a veracidade, sempre fui uma pessoa aberta para esclarecimentos. O mais fácil e correto caminho seria me perguntar. Então aprendam. Nego qualquer conversa com qualquer partido, deputado, prefeito, vereador que seja. Sem mais. Valeu", postou Fábio.

 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Uma publicação compartilhada por Fabio Goleiro (@fabiogoleirooficial) em

O deputado estadual professor Wendel Mesquita havia dito que estava em conversas adiantadas com o goleiro cruzeirense, sem que ele se preocupasse em largar os gramados, pois teria apoio da diretoria do clube celeste.

"A intenção de ter ele na chapa surgiu porque ele manifestou interesse em entrar para a política quando encerrasse a carreira. Estamos esperando só a confirmação dele", disse o deputado professor Wendel, que é pré-candidato à prefeitura de BH em 2020, durante um evento do seu partido na Assembleia de Minas.

Quando a notícia surgiu, o Cruzeiro não quis se pronunciar, por ser uma questão de ordem particular. Já o empresário de Fábio, João Sérgio, havia negado qualquer movimento do jogador sobre virar político.

Veja também:

 

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade