2 eventos ao vivo

Em entrevista, Ricardo Sá Pinto elogia Talles Magno e cogita mudar sistema de jogo do Vasco

Treinador concedeu entrevista ao Canal 11, de Portugal, e afirmou que o jovem é "um diamante a ser lapidado". Ele avalia fazer mudanças na organização tática do time

25 out 2020
15h17
atualizado às 15h17
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Recém-contratado pelo Vasco, o treinador português Ricardo Sá Pinto prepara o time para o duelo com o Caracas, pela segunda fase da Copa Sul-Americana. No jogo com o Corinthians, o Gigante da Colina teve uma evolução no segundo tempo, mas voltou a apresentar falhas e perdeu com um gol aos 44. Com isso, o treinador concedeu entrevista ao Canal 11, de Portugal, e afirmou que cogita mudar o sistema de jogo da equipe.

Ricardo Sá Pinto prepara o Vasco para o confronto contra o Caracas, da Venezuela (Foto: Rafael Ribeiro/Vasco)
Ricardo Sá Pinto prepara o Vasco para o confronto contra o Caracas, da Venezuela (Foto: Rafael Ribeiro/Vasco)
Foto: Lance!

- O que ocorre é que o time tem muitos jogadores novos e não há um equilíbrio neste plantel. Os melhores e mais experientes jogadores não estão sendo potencializados neste sistema, e acho que provavelmente podemos passar para outro, assim acredito que posso aproveitar melhor a qualidade de todos. Para isso, é preciso de tempo, não posso mudar tudo em apenas três dias. Agora está identificado claramente onde cada um rende mais. Eles estão habituados a jogar nesse esquema, mas há um desconforto. Não há hoje uma harmonia e um equilíbrio entre o atual sistema tático e a qualidade dos jogadores. É um desafio que tenho pela frente - disse o português.

Ao ser questionado sobre as joias do elenco vascaíno, Sá Pinto teceu muitos elogios à Talles Magno. O jovem atacante não tem tido o rendimento esperado, mas cresceu no segundo tempo contra o Corinthians ao jogar mais centralizado, perto do centroavante, e impressionou o treinador.

- O Talles tem como preferência inicial jogar do lado esquerdo. Eu tive a preocupação, obviamente, de querer saber a preferência dele e dos outros jogadores. Mas eu concordo que é na frente que ele realmente é um talento, um diamante a ser lapidado. Tem uma qualidade técnica excepcional, mas ainda não pensa o jogo, não interpreta o jogo como queremos. Portanto, ainda não consegue desequilibrar no último terço como poderia com o talento que tem - analisou.

- Temos de ajudá-lo a tornar-se um jogador que desequilibra. Por ora, ele tem a bola, dribla um ou outro e faz uma assistência ou outra. Com a qualidade dele, tem de fazer mais e fazer mais gols. É o que queremos. Para isso, tenho de fazer algumas ações para que ele tenha mais liberdade no último terço - completou.

Ao longo da temporada, Talles tem jogado aberto no lado esquerdo no 4-3-3. Foi assim nos esquemas propostos por Abel Braga e Ramon Menezes. No entanto, contra o Flamengo, ele atuou mais próximo de Germán Cano, em um 4-4-2 implantado pelo interino Alexandre Grasseli e abriu o placar para o Vasco no clássico.

Apesar de ser líder de assistências da equipe, com 5 no total, e ter marcado dois gols, Talles Magno pode render mais e o treinador trabalha para encontrar a melhor maneira de fazer a sua joia crescer nas partidas e dar alegrias à torcida vascaína.

Com a vitória do Bragantino sobreo Goiás, o Vasco entrou na zona de rebaixamento do Brasileirão, com 18 pontos. Todavia, a equipe tem dois jogos a menos que seus rivais e busca reencontrar o caminho das vitórias após a chegada de Ricardo Sá Pinto.

Veja também:

Seleção feminina ganha camisas sem estrelas do masculino
Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade