0

Em crise financeira, Cruzeiro dispensa Robinho e Edílson

A Raposa enviou um comunicado à imprensa no fim da manhã desta sexta-feira, 5 de junho, encerrando os vínculos com os dois atletas

5 jun 2020
12h12
atualizado às 12h22
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O Cruzeiro surpreendeu seus torcedores no fim da manhã desta sexta-feira, 5 de junho, ao anunciar as rescisões de contratos do lateral-direito Edílson e do meia Robinho. O clube celeste comunicou que a dupla não faz mais parte do elenco e que tentará uma rescisão amigável com os dois jogadores. A equipe celeste alega dificuldades financeiras em manter os dois no grupo.

Edílson era um dos remanescentes do elenco de 2019 e seria uma das peças de experiência para jogar a Série B-(Vinnicius  Silva/Cruzeiro)
Edílson era um dos remanescentes do elenco de 2019 e seria uma das peças de experiência para jogar a Série B-(Vinnicius Silva/Cruzeiro)
Foto: LANCE!

Robinho e Edílson são remanescentes do elenco de 2019, que rebaixou a Raposa para a segunda divisão do Campeonato Brasileiro e eram considerados peças importantes para dar experiência ao jovem grupo de atletas do time mineiro.

A dupla também teve bons momentos no Cruzeiro, com conquistas de títulos. Robinho, que chegou em 2016 teve altos e baixos, mas contava com o apoio do torcedor e dos treinadores que passaram pela equipe. Ele foi bicampeão da Copa do Brasil(2017 e 2018), e bi do Mineiro(2018-2019). Pelo Cruzeiro fez 180 jogos, marcando 25 gols.

Já Edílson, que aportou na Toca da Raposa em 2018, vindo do Grêmio, teve uma passagem com mais polêmicas do que boas atuações, além de diversas lesões. Ele foi um dos protagonistas das discussões com Rogério Ceni, em 2019, gerando mal estar no elenco. Venceu a Copa do Brasil de 2018 com a Raposa e foi bicampeão Mineiro, em 2018 e 2019. Fez 75 jogos e marcou três gols.

Tanto Robinho, quanto Edílson aceitaram receber o que o Cruzeiro lhes devia de forma parcelada e para iniciar os pagamentos a partir de maio de 2021, além de se enquadrarem no teto do clube em 2020. Confira o comunicado da Raposa sobre a saída dos dois.
O Cruzeiro Esporte Clube informa que, na manhã desta sexta-feira, os atletas Robinho e Edilson foram avisados do processo de rescisão, buscando, de forma amigável, o fim da relação contratual entre as partes, em cumprimento da legislação vigente.

Diante da situação pela qual o Clube atravessa, que é pública e notória, a decisão de se abrir mão dos serviços dos atletas se dá exclusivamente por aspectos financeiros, e precisou ser tomada, após diversas análises internas, diante do compromisso da nova gestão com o futuro da instituição.

"Infelizmente, devido ao cenário que envolve o Clube nos últimos anos, precisamos chegar a essa decisão extrema. Robinho e Edilson são atletas vitoriosos, que contribuíram para o time com grandes conquistas, e nós os agradecemos muito. Mas a realidade e necessidade de austeridade do Cruzeiro daqui pra frente nos impõe essa mudança. Um dos principais compromissos da nossa gestão é preservar a saúde financeira do Clube, e foi isso o que pesou na decisão. Continuamos, porém, atentos ao mercado para reforçar o elenco dentro da nossa realidade e contamos com a compreensão dos nossos torcedores para o nosso momento", ressalta o presidente Sérgio Santos Rodrigues.

O Cruzeiro agradece a Robinho e Edilson pelos serviços prestados, pelos títulos conquistados, e deseja sorte e sucesso aos dois atletas no prosseguimento de suas carreiras.

Veja também:

Saiba o que seu clube precisa na última rodada da Taça Rio
Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade