3 eventos ao vivo
Logo do Botafogo
Foto: terra

Botafogo

'Em casa', Rony reencontrará velhos companheiros e rivais no Botafogo

Novo atacante do Alvinegro foi protagonista do Náutico de 2016, ao lado de Igor Rabello. No futebol paraense, foi adversário de Leandro Carvalho, mas criou laços com ele

13 jan 2018
08h05
atualizado às 08h05
  • separator
  • comentários

A adaptação do atacante Rony ao Botafogo pode ser mais fácil do que a torcida pensa. Isso porque o reforço de 22 anos está "em casa" no Glorioso. Ele têm boas histórias para contar com pelo menos três jogadores do atual plantel. Em 2016, o paraense de Magalhães Barata deixou saudades no Náutico, apesar do time pernambucano ter terminado a Série B em quinto, com 60 pontos.

Igor Rabello e Rony foram protagonistas do Náutico em 2016 (Foto: Divulgação)
Igor Rabello e Rony foram protagonistas do Náutico em 2016 (Foto: Divulgação)
Foto: LANCE!

Ao lado do zagueiro Igor Rabello, ele protagonizou os melhores momentos do Timbu naquela competição. A diretoria alvirrubra tentou segurá-los, mas não conseguiu e eles retornaram de empréstimo aos respectivos times. Rony marcou 14 gols na temporada retrasada e foi o artilheiro do time na Série B, com 11 tentos. O defensor fez outros dois e voltou com o apelido de "General".

Do Náutico, ele voltou para o Cruzeiro, onde nem chegou a jogar e foi para o futebol japonês defender o Albirex Niigata. O time caiu, mas Rony deixou os asiáticos falando " Ōku no arigatō" (muito obrigado, em japonês). Ali não atuou com ninguém do atual Botafogo, mas há quatro anos, sim. Entre 2014 e 2015, defendeu o Remo, time do seu estado. Lá, fez muitos clássicos Re-Pa contra o Paysandu, que naquela época tinha Leandro Carvalho, hoje seu concorrente por posição.

- A minha Relação com Rony é muito boa. Antes do clássico de Belém, a gente mantinha contato um com o outro. Temos boa relação até hoje. Fico feliz com a vinda dele, é excelente jogador. A gente sempre brincava pós jogo, aquela brincadeira saudável. Agora é ajudar o Botafogo - contou Leandro.

Marcos Vinicius

Ele deixou o Remo em meados de 2015, quando foi contratado para o Sub-20 do Cruzeiro. Lá, Rony conheceu Marcos Vinicius, que já estava com os profissionais da Raposa.

LANCE!

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade