0

Dispensado pelo Galo, Maicon Bolt aciona o clube na Justiça

O atacante questiona a rescisão de contrato feita pelo clube, que iria até o fim de 2021

21 fev 2020
18h37
  • separator
  • 0
  • comentários

Ao saber que foi dispensado pelo Atlético-MG, o atacante Maicon Bolt resolveu acionar o Galo na Justiça do Trabalho. O jogador vai solicitar a rescisão indireta com o clube e cobrar valores do contrato que teria direito até o fim de 2021. O processo, que se encontra em segredo de justiça. A informação foi veiculada pelo Globoesporte.com e confirmada pelo L!.

Bolt quer receber o restante do contrato que iria até o fim de 2021-(Bruno Cantini/Atlético-MG)
Bolt quer receber o restante do contrato que iria até o fim de 2021-(Bruno Cantini/Atlético-MG)
Foto: Lance!

Bolt cobra do alvinegro salários atrasados, luvas na assinatura do contrato, direitos de imagem e trabalhistas, pois alega que o clube seria obrigado a cumprir o vínculo. O Galo, porém diz que o acordo entre jogador e clube se encerraria em 2020.

Segundo o advogado de Bolt, Filipe Rino, há uma cláusula que dava ao Atlético o direito de encerrar o vínculo caso o atacante fizesse menos de 50% das partidas em 2020, mas esse dispositivo só poderia ser utilizado em dezembro deste ano.
Maicon Bolt, de 30 anos, chegou em janeiro de 2019, vindo do futebol europeu, onde jogou por Lokomotiv-RUS e Antalyaspor-TUR. Ele fez 28 jogos, marcou dois gols e deu cinco assistências, gerando insatisfação, pelo alto salário que recebia, cerca de 100 mil euros, cerca de R$ 470 mil. Bolt chegou a negociar com o CSA, mas o alto salário impediu o acerto. Com isso, a diretoria, sabendo que ele não teria chances no elenco de 2020, optou pela rescisão de contrato, agora questionada na Justiça.

Veja também:

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade