0

Diretoria do Cruzeiro faz alerta sobre arbitragens em jogos do clube

A Raposa reclama que o time tem sido prejudicado frequentemente nos duelos do Brasileiro e já se preocupa para a semifinal da Copa do Brasil

9 set 2018
19h02
atualizado às 19h02
  • separator
  • 0
  • comentários

A sequência de erros contra o Cruzeiro, como o gol mal anulado de Barcos no empate por 0 a 0 com o Sport, na Ilha do Retiro, no Recife, ainda repercute no clube e ligou o alerta para as outras partidas da Raposa no Brasileiro e também na Copa do Brasil.

Vinícius Gonçalves Dias Araújo anulou de forma equivocada o gol de Barcos contra o Sport- (Foto: Carlos Ezequiel Vannoni/Eleven)
Vinícius Gonçalves Dias Araújo anulou de forma equivocada o gol de Barcos contra o Sport- (Foto: Carlos Ezequiel Vannoni/Eleven)
Foto: Lance!

A diretoria celeste e o técnico Mano Menezes reforçaram a reclamação de outras situações que prejudicaram o time na temporada. Os principais alvos dos questionamentos foram os erros sofridos contra Vasco, Paraná, Chapecoense, Internacional e agora o Sport.

Essa pequena coleção de deslizes da arbitragem geraram desconfiança da Raposa sobre a idoneidade da arbitragem para o primeiro jogo da semifinal da Copa do Brasil, nesta quarta-feira, 12 de setembro, contra o Palmeiras, em São Paulo.

A escolha do árbitro Wagner Reway, do Mato Grosso, contrariou a diretoria cruzeirense. Wagner foi afastado logo na partida de abertura do Brasileiro, no empate por 2 a 2 entre Vitória e Flamengo, em Salvador, quando marcou um pênalti inexistente para o Vitória, expulsou de forma equivocada o meia Éverton Ribeiro e confirmou um gol irregular de Réver.

O árbitro do Centro-Oeste ficou várias rodadas fora da Série A e só agora retornou à primeira divisão, no jogo São Paulo e Ceara, no dia 26 de agosto.

O diretor de futebol do Cruzeiro, Marcelo Djian se incomodou com a escalação do árbitro de pouca expressão para um jogo de tamanha importância.

- Estamos muito preocupados para o jogo de quarta-feira. Fui três vezes na sede da CBF conversando com o Coronel Marinho, com o Alicio Pena, e todos colocaram que está sendo cobrado da arbitragem, de fazer uma reciclagem. Mas nós estamos realmente sendo prejudicados. O árbitro que foi colocado para quarta-feira é um árbitro que, pelas estatísticas, tende muito para o time da casa. No último jogo, entre São Paulo e Ceará, foram sete cartões amarelos para o Ceará. Isso nos leva a ficar preocupados. Apesar de a arbitragem na Copa do Brasil ter o VAR, que esses erros não aconteçam, disse Djian.

Mesmo com tantos erros declarados e confirmados a CBF ainda defende seus apitadores dizendo que todas as equipes têm jogos com falhas.

- O que eles nos falam é que os erros estão acontecendo para todas as equipes. Mas, para nós, que estamos aqui, têm sido erros muito grosseiros, como o de hoje, em um gol em que o jogador estava em totais condições e houve a anulação do gol. Isso nos deixa muito preocupados, principalmente para um jogo de semifinal de Copa do Brasil, afirmou Djian

Apesar das reclamações e erros comprovados, o Cruzeiro foi um dos clubes que se opuseram contra a instalação do VAR em jogos do Brasileiro por achar injusto o valor cobrado pelo sistema.

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade