1 evento ao vivo

Diego Souza vai para o seu 10º clube no Brasil; relembre o desempenho

Jogador, que acertou com o Botafogo, estava no São Paulo e já teve passagens por Fluminense, Flamengo, Grêmio, Palmeiras, Atlético-MG, Vasco, Cruzeiro e Sport

8 mar 2019
19h17
atualizado às 19h17
  • separator
  • comentários

Ao acertar com o Botafogo, Diego Souza defenderá seu décimo clube no Brasil, sendo o nono entre os 12 considerados grandes do país. O jogador estava no São Paulo e já teve passagens por Fluminense, Flamengo, Grêmio, Palmeiras, Atlético-MG, Vasco, Cruzeiro e Sport.

Aos 33 anos, Diego Souza foi emprestado ao Botafogo até o fim desta temporada. Veja abaixo como foi o desempenho do jogador nos outros clubes brasileiros:

FLUMINENSE

Diego Souza acertou com o Botafogo (Foto: Divulgação / Botafogo)
Diego Souza acertou com o Botafogo (Foto: Divulgação / Botafogo)
Foto: Lance!

Diego teve duas passagens pelo Flu (Foto: Paulo Sergio/Lancepress!)

Iniciou sua carreira no Fluminense e esteve no elenco campeão carioca em 2005. Quase dez anos depois, retornou ao clube para a temporada de 2016. Não teve sucesso e deixou o clube três meses depois.

FLAMENGO

Diego defendeu o Flamengo (Foto: Reprodução)

Após sua primeira passagem pelo Fluminense, Diego Souza se transferiu para o Benfica. No entanto, não teve chances no clube português e foi emprestado ao Flamengo. Teve boas atuações em 2005, mas na temporada seguinte foi chamado de "gordo" pelo então vice-presidente de futebol do Rubro-Negro, Kléber Leite. Mesmo assim, faturou a Copa do Brasil de 2006.

GRÊMIO

Diego viveu grande fase no Grêmio (Foto: Divulgação)

Em 2007, novamente não tinha espaço no Benfica, e acabou acertando com o Grêmio. Viveu grande fase no Tricolor, conquistou o Gaúcho em 2007 e chegou à final da Libertadores.

PALMEIRAS

Diego também teve boa fase no Palmeiras (Foto: Reginaldo Castro)

Após ter se destacado pelo Grêmio, Diego Souza foi comprado pela empresa Traffic, que o tirou do Benfica e o colocou no Palmeiras. Novamente teve boas atuações, conquistou o Paulistão em 2008, chegou a ser convocado para a Seleção Brasileira e foi eleito o Craque do Brasileirão de 2009.

Com a perda do título brasileiro do Palmeiras em 2009 e até mesmo sem ter conquistado uma vaga na Libertadores, 2010 passou a ser um ano de cobrança. Foi xingado ao ser substituído em uma partida da Copa do Brasil contra o Atlético-GO, mostrou o dedo do meio para a torcida e foi afastado do clube.

ATLÉTICO-MG

Diego decepcionou no Galo (Foto: Divulgação)

No meio de 2010, Diego Souza acertou com o Atlético-MG. Porém, não conseguiu ter sucesso em Belo Horizonte e chegou a ser reserva em boa parte dos jogos.

VASCO

Diego se destacou pelo Vasco (Foto: Alexandre Loureiro/Lancepress!)

Não demorou muito para Diego Souza ser negociado novamente, já que a Traffic tinha o interesse de valorizar seu jogador. Em março de 2011, ele acertou com o Vasco e voltou a ter boas atuações.

Foi destaque nas campanhas do título da Copa do Brasil e no vice do Brasileirão de 2011. No ano seguinte, porém, ficou marcado por ter perdido chance cara a cara com Cássio, goleiro do Corinthians, nas quartas de final da Libertadores. No meio de 2012, foi vendido ao Al-Ittihad (SAU).

CRUZEIRO

Diego teve pouco destaque no Cruzeiro (Foto: Cruzeiro)

Na Arábia Saudita, Diego Souza ficou sem receber salários e teve a rescisão de contrato aceita pela Fifa. Voltou ao Brasil para defender o Cruzeiro, em novembro de 2012.

Fez parte da campanha do título mineiro de 2013, apesar de não ter brilhado pela Raposa. No meio da temporada, foi vendido ao Metalist (UCR).

SPORT

Diego teve duas passagens pelo Sport (Fotl: Williams Aguiar)

Sem brilhar na Ucrânia, Diego Souza foi emprestado ao Sport em agosto de 2014. Teve boas atuações e ganhou a torcida ao dizer que o título brasileiro de 1987 era do Sport e não do Flamengo.

Após a boa temporada em 2015, Diego Souza foi negociado do Metalist para o Fluminense, onde despontou para o futebol. Ficou no Rio de Janeiro três meses e voltou ao Sport.

Em sua segunda passagem pelo Leão, recebeu a camisa 87 em alusão ao título brasileiro, teve boas atuações e levantou a taça do Campeonato Pernambucano de 2017. Ainda foi vice da Copa do Nordeste.

SÃO PAULO

Diego foi liberado pelo São Paulo (Foto: Marcello Zambrana/AGIF)

Caiu de rendimento e foi vendido no início de 2018 para o São Paulo. No Tricolor paulista, alternou boas atuações durante a campanha do Campeonato Brasileiro, mas caiu de rendimento com a equipe no fim da temporada.

Foi o artilheiro do elenco em 2018, com 16 gols marcados, mas foi liberado para sair pelo técnico Cuca, que vai assumir o comando do São Paulo nos próximos meses.

Lance!
  • separator
  • comentários
publicidade