0

Curiosidades da Copa: Em 54, chuva de gols comandada pelos húngaros

Copa do Mundo disputada na Suíça teve média de 5,38 gols por jogo, com o maior placar de uma partida; principal ataque da competição, Hungria foi surpreendida na final

16 abr 2018
19h50
  • separator
  • comentários

Até hoje, a Hungria de 54 é celebrada como uma das seleções que exibiu futebol mais encantador em uma Copa do Mundo, equiparando-se à Holanda de 74 e ao Brasil de 82 nesse quesito sem que ficassem com a taça. A derrota na final para a Alemanha, o famoso o "Milagre de Berna", não impediu aquela equipe de tornar-se mítica. O principal motivo era a sua potência ofensiva. Puskas, Kocsis, Czibor, Hidegkuti e cia. marcaram impressionantes 27 gols em cinco jogos (média de 5,4 por partida).

Os magiares foram o símbolo de um Mundial ofensivo, até hoje imbatível na média de gols: similar ao dos húngaros - 5,38 por partida. Foram 140 bolas nas redes em apenas 26 jogos. O triunfo da Áustria por 7 a 5 sobre os anfitriões suíços, nas quartas de final, é o placar com mais gols na história das Copas.

Hungria, com Puskas, foi a principal responsável pela alta média de gols da Copa de 54 (Foto: Reprodução de internet)
Hungria, com Puskas, foi a principal responsável pela alta média de gols da Copa de 54 (Foto: Reprodução de internet)
Foto: Lance!

CURIOSIDADES DA HUNGRIA DE 54

- Dois anos antes do Mundial, a seleção da Hungria de futebol conquistou o ouro na Olimpíada de Helsinque, na Finlândia.
- Em novembro de 53, a Hungria foi a primeira seleção de fora da Grã-Bretanha a derrotar a Inglaterra em Wembley: um retumbante 6 a 3.
- O confronto contra o Brasil, nas quartas, ficou conhecido como "A Batalha de Berna", pelos episódios de violência ocorridos na partida, vencida pelos europeus por 4 a 2. Todas as três expulsões do Mundial foram nesse jogo.
- A derrota na final para a Alemanha encerrou sequência de 32 partidas de invencibilidade dos húngaros - de junho de 1950 4 de julho de 1954.
- Os alemães haviam perdido de 8 a 3 para a Hungria na primeira fase, mas atuaram sem cinco jogadores considerados titulares.

DESTAQUES DO BRASIL

Didi era um dos destaques da Seleção Brasileira no Mundial de 54 e que seria campeão quatro anos depois. (Foto: Arquivo/CBF)

OS MAIORES PLACARES DE 54

- Hungria 9 x 0 Coreia do Sul (primeira fase)
- Hungria 8 x 3 Alemanha (primeira fase)
- Turquia 7 x 0 Coreia do Sul (primeira fase)
- Alemanha 7 x 2 Turquia (primeira fase)
- Uruguai 7 x 0 Escócia (primeira fase)
- Inglaterra 4 x 4 Bélgica (primeira fase)
- Áustria 7 x 5 Suíça (quartas de final)
- Alemanha 6 x 1 Áustria (semifinais)

Lance!

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade