0

Conselho Deliberativo do Santos reprova contas de 2019; entenda

Parecer do Conselho Fiscal foi aprovado por conselheiros em reunião virtual realizada na noite desta terça-feira

30 jun 2020
22h39
atualizado às 22h41
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Em reunião realizada na noite desta terça-feira via videoconferência, os conselheiros deliberativos do Santos aprovaram o parecer o Conselho Fiscal que indicava a reprovação das contas da atual gestão do clube. No total, foram 151 votos a favor, 10 contra e 11 abstenções.

Com isso, a nova Comissão de Inquérito e Sindicância, também nomeada nesta terça, deverá colher a defesa do presidente José Carlos Peres, e demais membros do Comitê Gestor do ano passado, para emitir o seu parecer na próxima Assembleia do Conselho Deliberativo.

Caso a CIS indique a abertura do processo de impeachment contra o mandatário santista e seja aprovada pelo egrégio, Peres será sumariamente afastado do cargo até que os sócios votem a decisão final - que, caso aprove o impedimento, também suspenderá o cartola durante dez anos de qualquer cargo eletivo da instituição.

Peres teve as contas da sua gestão reprovadas pelo segundo ano consecutivo (Foto: Ivan Storti/Santos FC)
Peres teve as contas da sua gestão reprovadas pelo segundo ano consecutivo (Foto: Ivan Storti/Santos FC)
Foto: Lance!

No encontro virtual desta noite, o presidente fez uma fala rápida, onde pediu aos conselheiros não tomarem as suas decisões impulsionadas por paixões, e, posteriormente, passou a palavra para Pedro Dória, membro do Comitê Gestor, que ficou responsável pela defesa, rebatida pelo membro do CF, Sylvio Figo.

Os principais pontos nos quais o Conselho Fiscal posicionou a classificação da gestão como temerária estavam a utilização considerada indevida dos cartões corporativos por integrantes da gestão e pagamento de comissão a uma empresa vinculada ao empresário Renato Duprat na venda do atacante Bruno Henrique ao Flamengo, em janeiro de 2019, o que, conforme a alegação, não foi informado no balanço santista.

Contudo, houve também algumas considerações, como o excesso de processos cíveis, trabalhistas, criminais e tributários contra o clube, o acréscimo de 30,85% da folha de pagamento em um ano e a demora para entrega e registro das atas de aquisição de alguns jogadores

Segundo imagens do parecer obtidas pelo LANCE!, a gestão atual foi considerada "mais do que temerária, inconsequente". O órgão afirma que, além de Peres, todos os membros do Comitê de Gestão que se posicionaram de forma contrária aos pontos acima elencados também deverão ser responsabilizados. As medidas, como possíveis tempos de suspensão e afastamento serão emitidas através da CIS no decorrer do processo.

Veja também:

Editor do L! analisa duelo quente nos bastidores antes da decisão da Taça Rio
Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade