PUBLICIDADE

Confira a opinião de jornalistas europeus sobre a Superliga

LANCE! entrou em contatos com profissionais da Espanha, Alemanha, Itália e Portugal para entender como o torneio anunciado no último domingo está repercutindo

20 abr 2021 11h38
| atualizado às 11h38
ver comentários
Publicidade

Desde o anúncio da criação da Superliga por 12 clubes ricos do futebol europeu no último domingo, muita polêmica e discussão veio à tona. O LANCE! conversou com jornalistas do Velho Continente para entender como o novo torneio tem repercutido na Europa.

Criação da Superliga gera discussões em toda a Europa (Imagem: Divulgação)
Criação da Superliga gera discussões em toda a Europa (Imagem: Divulgação)
Foto: Lance!

José Félix Díaz (Marca - Espanha): A Superliga seria positiva, mas se houvesse promoções e despromoções, como nas ligas locais, e não tão fechada e exclusiva como parece ser. O Real Madrid sempre quis dar um passo à frente da Champions, pois entende que o torneio precisa de mudanças e estas alterações passam por mais confrontos entre os grandes clubes.

Pablo Planas (Mundo Deportivo - Espanha): Será atrativo ver partidas tão grandes e não acredito que haverá perda de interesse, pois todos querem ver os confrontos entre os melhores sempre. O formato me convence e creio que a proposta é mais interessante do que a Champions. No entanto, o ponto negativo é o tema da meritocracia. Serão 15 equipes fixas e cinco convidadas e na Champions há surpresas de equipes menores, pois há menos partidas. Em uma competição com muitos jogos é complicado que um time chega as fases finais. As ameaças da Uefa são vazias, pois o que ela vai fazer? O futebol são os clubes, não é a Uefa. Então se o projeto for adiante, ela terá que acatar.

Valter Marques (Record - Portugal): A Superliga acaba desvirtuando o futebol como conhecemos, um esporte democrático onde todos podem disputar todos os troféus. Há equipes que conquistaram troféus importantes, como Benfica ou Porto, e que não está integrados na Superliga, enquanto Arsenal ou Atlético de Madrid nunca conquistaram uma Champions e estarão presentes neste torneio. É um claro sinal de que o dinheiro é quem manda. Como torcedor, é claro que veríamos grandes jogos com mais frequência, mas sabendo a razão pelo qual estes duelos estão sendo disputados, me faz perder a vontade, pois sabemos que ninguém está para disputar o prêmio por algum mérito. O Sporting e Benfica se posicionaram contra, mas acreditamos que se fossem convidados, dificilmente diriam não por conta das vantagens financeiras.

Kai Schiller (Hamburger Abendblatt - Alemanha): É uma grande vergonha para o futebol. Espero que a Superliga não aconteça, mas tenho dúvidas ,pois atualmente o dinheiro é a coisa mais importante no esporte. O pior é a não existência da competitividade nesta forma de torneio. Parece com a NFL, NBA e NHL, mas não tem nada a ver com o futebol. Os clubes da Alemanha, como Bayern e Dortmund, pensam que a ideia é ruim e já disseram que não vão participar neste momento. Eles sabem que seus torcedores não vão aceitar.

Anderson Marques (Mondosportivo - Itália): Não sou favorável a Superliga. Para o futebol em geral é ruim, pos os clubes só olharam para os bolsos deles. No momento, a imprensa italiana está contra o torneio, mas vamos descobrir se irá continuar com este pensamento com o passar do tempo.

Lance!
Publicidade
Publicidade