2 eventos ao vivo

Com um a menos, Atlético-GO segura empate com o Athletico-PR

Jogando fora de casa, Furacão tropeça mais uma vez e segue na luta para deixar o Z4

17 out 2020
21h05
atualizado às 21h10
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Passando por momentos totalmente diferentes no Brasileirão, Atlético-GO e Athletico-PR enfrentaram-se na noite deste sábado (17), pela 17ª rodada da competição, no estádio Olímpico, em Goiânia.

Twitter/Athletico PR
Twitter/Athletico PR
Foto: LANCE!

Com o resultado de 1 a 1, o Dragão chegou aos 22 pontos, assumindo a 8ª colocação, e já mirando o duelo diante o Palmeiras, domingo (25). Já o Furacão, graças ao tropeço na casa do adversário, acabou permanecendo no Z4, mais precisamente na 17ª colocação com 16 pontos, e terá como adversário agora a equipe do Grêmio, no mesmo dia.

ATHLETICO INICIA CONFRONTO COLOCANDO PRESSÃO

Mesmo atuando longe de seus domínios, a equipe do Athletico não quis saber de ceder espaços ao seu rival. Com isso, até meados dos 10 minutos, foram boas chegadas dos visitantes sendo a mais perigosa com Léo Cittadini dando trabalho ao goleiro Jean.

ATLÉTICO-GO MELHORA, MAS TEM JOGADOR EXPULSO

Mesmo sofrendo a pressão por parte da equipe paranaense, aos poucos o Dragão foi se encontrando no jogo. Em boas chegadas como nas de Pedro Henrique, que acabou cabeceando para fora e, na sequência com Dudu, fazendo o goleiro Santos trabalhar, por pouco não conseguiu abrir a contagem no Olímpico.

Mas a pressão por parte da equipe de Eduardo Souza acabou parando quando Willian Maranhã acabou sendo expulso. No lance que lhe rendeu o cartão vermelho, o volante acabou acertando o rosto de Carlos Eduardo, porém muito reclamado por seus companheiros de time.

FURACÃO INSISTIA NAS FINALIZAÇÕES E TIME GOIANO TEM NOVA EXPULSÃO, MAS VAR ANULA

Com vantagem numérica em campo, a equipe de Eduardo Barros passou a ter mais posse de bola, conseguindo encontrar mais espaços. Nas tentativas de Renato Kayzer, que acabou mandando para fora na finalização, além de Éder, que, graças a defesa de Jean, impediu os visitantes de abrirem o marcador.

E se a situação já estava difícil, o Dragão, por muito pouco, não viu ela piorar. Após arrancar para o campo de ataque, Carlos Eduardo foi parado com falta dura de Éder, fazendo com que a arbitragem desse o vermelho, porém, após consultado ao VAR, acabou voltando atrás e deu apenas o amarelo ao atleta.

ATLÉTICO-GO ARRANCA GOL NA RETA FINAL DA PRIMEIRA ETAPA

Mesmo com as dificuldades em campo, a equipe local não desanimou. Com isso, perto dos acréscimos, Zé Roberto abriu a contagem no Olímpico. Após cruzamento de João Victor, o atacante, de peito, conseguiu balançar a rede do gol defendido por Santos, surpreendendo os visitantes. 1 a 0.

MUDANÇAS PARA O SEGUNDO TEMPO E EMPATE DOS PARANAENSES

Atrás no marcador, a equipe visitante não queria saber de levar o prejuízo de volta para sua casa. Com isso, o treinador Eduardo Barros tratou de fazer três mudanças, sendo duas antes do início da etapa, e a outra minutos mais tarde ao colocar Nikão no lugar de Carlos Eduardo.

E as trocas por parte do treinador surtiram efeito. Indo pra cima do rival, a equipe do Athletico conseguiu chegar ao seu tento de igualdade com Léo Cittadini, após boa jogada individual de Nikão, com direito a assistência do próprio camisa 11. 1 a 1.

EMOÇÃO ATÉ O ÚLTIMO MINUTO DE JOGO

Com o confronto encaminhando-se para seus últimos momentos, com direito a 7 minutos de acréscimos dado pela arbitragem, a equipe do Athletico passou a pressionar de todas as formas o rival. Entretanto, com direito a chute na trave de Cittadini, além da boa defesa de Jean na tentativa de finalização de Bissoli, o placou não tendo alterações, o que acabou não ajudando ambos os times na tabela de classificação.

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-GO 1x1 ATHLETICO-PR

Local: Estádio Olímpico, Goiânia (GO)

Data e hora: 17/10/2020 - 19h (horário de Brasília)

Árbitro: Pablo Ramon Gonçalves Pinheiro (FIFA-RN)

Assistentes: Jean Márcio dos Santos (CBF-RN) e Vinícius Melo de Lima (CBF-RN)

VAR: Caio Max Augusto Vieira (CBF-RN)

Cartões amarelos: João Victor, Éder e Matheus Vargas (ACG)/ Léo Gomes, Abner Vinícius, Wellington, Léo Cittadini e Geuvânio (CAP)

Cartões vermelhos: Willian Maranhão (ACG)

Gols: Zé Roberto (aos 45'/1ºT) (ACG)/ Léo Cittadini (aos 17'/2ºT) (CAP)

ATLÉTICO-GO: Jean; Dudu, João Victor, Éder e Natanael; Marlon Freitas, Willian Maranhão e Chico (Matheus Frizzo, aos 43'/2ºT); Janderson (Arnaldo, aos 32'/2ºT), Matheus Vargas (Matheuzinho, aos 43'/2ºT) e Zé Roberto (Hyuri, aos 15'/2ºT). Técnico: Eduardo Souza.

ATHLETICO-PR: Santos; Léo Gomes (Fabinho, no intervalo), Pedro Henrique, Thiago Heleno e Abner; Wellington (Richard, no intervalo), Christian e Léo Cittadini; Ravanelli (Bissoli, aos 30'/2ºT), Carlos Eduardo (Nikão, aos 8'/2ºT) e Renato Kayzer (Geuvânio, aos 39'/2ºT). Técnico: Eduardo Barros.

Veja também:

Editor do L! aponta Fla, Inter e Galo como postulantes ao título do Brasileirão
Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade