0

Com time de Ronaldinho Gaúcho e ex-manager da Red Cannids, ISL eSports quer profissionalizar futebol virtual

Empresa apresenta plano ambicioso para revolucionar o Fifa 11x11

18 abr 2020
13h23
atualizado às 13h44
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Futebol virtual estruturado com cenário competitivo semelhante ao League of Legends e Free Fire? A a ISL eSports apresentou na quinta-feira o plano de competições para o Fifa Pro Clubs, modalidade em que 11 jogadores enfrentam outros 11 em simulação de futebol virtual. Com direito à Liga das Estrelas e a circuitos que vão desde o cenário iniciante ao profissional, a organização tem pela frente o desafio de estruturar um eSport que envolve diretamente a principal paixão nacional: o futebol.

Circuitos de iniciante a profissional, Liga das Estrelas e times oficiais de futebol estão nos planos (Foto: Divulgação)
Circuitos de iniciante a profissional, Liga das Estrelas e times oficiais de futebol estão nos planos (Foto: Divulgação)
Foto: Lance!

Entre as equipes participantes da Liga das Estrelas, organizações de destaque dos eSports como Black Dragons, Falkol e Havan Liberty marcam presença. Além disso, equipes de futebol como Ceará e a organização R10 Team - que pertence ao astro do futebol mundia, Ronaldinho Gaúcho e tem Jean Chera, ex-joia das divisões de base do Santos, como principal administrador - já confirmaram que disputarão as competições com início marcado para a próxima segunda-feira.

As novidades não param por aí. Fundador-sócio da 5FOX (atual Falkol) e ex-manager da Red Canids, Walter Zanotti, que também é cunhado de Fernandinho, do Manchester City, foi contratado como gestor da plataforma ISL. Ele falou sobre os desafios do cenário e objetivos da organização.

- Fui convidado pelo Fabiano Silva, CEO da ISL e, para mim, é mais um grande desafio. O potencial deste cenário do futebol virtual e do 11x11 é enorme. É uma modalidade que associa paixões de eSports e que não deve ser desvinculada do futebol real. O objetivo é conseguir unir essas duas vertentes de uma forma que cative o público, patrocinadores e ainda seja um produto bem formatado para a mídia. Estamos muito animados e sabemos que temos muito a realizar - disse Zanotti.

Por sua vez, Fabiano Silva, CEO da ISL eSports, analisou a estrutura da empresa e planos para o futuro:

- A chegada do Walter é muito importante em nosso plano de escalada como eSports. Soma know-how e se junta a mim, ao Vicente, que é meu sócio e braço direito, além de mais nove pessoas especializadas nas áreas de administração, comunicação, marketing, além de nossa equipe de transmissão. Temos já o nosso circuito on-line, a grande final em nosso Major, em grande arena de São Paulo, e parceria internacional que possibilita competições internacionais como Libertadores e vagas em presenciais na América Latina. É o início de um trabalho que busca ajudar a desenvolver, gerar empregos e estruturar uma comunidade nova, engajada, forte e, sobretudo, profissional dentro dos eSports.

Sócio da plataforma, Vicente Pio Alves, explicou mais sobre como está estruturado o calendário competitivo da ISL.

- Estamos atualmente com inscrições abertas até este sábado. Nosso objetivo é ter um pensamento democrático e fomentar o crescimento de uma comunidade que é apaixonada pelo futebol virtual. Com isso, em nosso circuito iniciante temos campeonatos gratuitos e com toda a facilidade para novas equipes, inclusive com sistema de agendamento de jogos. É só o começo do trabalho e adianto que já estamos planejando também o calendário da modalidade x1. Mais do que uma empresa, nosso trabalho é para fortalecer uma comunidade que é apaixonada pelo jogo - ressaltou.

A temporada das estrelas está aberta com a missão de, mais do que construir o futuro competitivo do Futebol Virtual, unir uma comunidade. Ficou interessado? Saiba mais em islgaming.com.

Veja também:

Editor do L! analisa retorno de Fred ao Fluminense
Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade