PUBLICIDADE

Com resultado inédito, Santos vence Athlético-PR em processo referente a Robson Bambu

Furacão foi condenado a pagar R$ 7 milhões ao Peixe por contratação do zagueiro em 2018, mesmo com o Alvinegro Praiano tendo a prioridade no segundo contrato

18 jun 2020 12h53
| atualizado às 13h23
ver comentários
Publicidade

Segundo a Câmara Nacional de Resolução de Disputas, o Athlético-PR foi obrigado a pagar R$ 7 milhões ao Santos pela contratação do zagueiro Robson Bambu, em 2018. O zagueiro recentemente transferiu-se ao Nice (FRA), que investiu 8 milhões de euros (R$ 48 mi) para contratar o jogador.

Cria da base do Santos, atuou pelo Peixe em 2018 e transferiu-se ao CAP no ano seguinte (Foto: Ivan Storti/Santos FC)
Cria da base do Santos, atuou pelo Peixe em 2018 e transferiu-se ao CAP no ano seguinte (Foto: Ivan Storti/Santos FC)
Foto: Lance!

A Informação foi inicialmente publicada pela "Gazeta Esportiva" e confirmada pelo LANCE!.

A vitória jurídica é inédita na CNRD. No processo, o Peixe alegou que tinha prioridade no segundo contrato profissional do zagueiro, bem como o protocolado junto a CBF e Federação Paulista de Futebol para tentar a permanência de Yuri Alberto no clube. À época, Bambu não aceitou a proposta de renovação santista e assinou pré-contrato com o clube paranaense.

Embora o Furacão ainda possa recorrer sobre o resultado, as diretorias dos clubes possuem boa relação e tentam alinhar um acordo pela forma do pagamento. No início do processo, o Alvinegro Praiano pediu R$ 14 milhões, mas está satisfeito por ter conseguido judicialmente metade do valor.

Lance!
Publicidade
Publicidade