3 eventos ao vivo
Logo do Palmeiras
Foto: terra

Palmeiras

Com Prass e Borja brilhantes, Palmeiras vence e ajuda o Boca

Goleiro pegou tudo, inclusive um pênalti, e camisa 9 marcou três gols que podem credenciá-lo de vez para a Copa do Mundo. Resultado ajudou na classificação do Boca

16 mai 2018
23h44
atualizado às 23h47
  • separator
  • comentários

Fernando Prass e Miguel Borja fizeram dois estádios pulsarem ao mesmo tempo na noite desta quarta-feira: o show da dupla na vitória por 3 a 1 sobre o Junior Barranquilla (COL) fez a torcida do Palmeiras esquecer as vaias no Allianz Parque e a do Boca Juniors comemorar uma classificação mais suada que o esperado em La Bombonera.

Com três de Borja, Palmeiras garante melhor campanha da Liberta (Foto: RODRIGO GAZZANEL/RM SPORTS IMAGE)
Com três de Borja, Palmeiras garante melhor campanha da Liberta (Foto: RODRIGO GAZZANEL/RM SPORTS IMAGE)
Foto: LANCE!

Fernando Prass pegou tudo, inclusive um pênalti, e Borja marcou os três gols do Verdão. O camisa 9 está entre os 35 pré-selecionados pela seleção colombiana. Se José Pékerman estava de olho no jogo, é bem possível que a vaga entre os 23 que vão à Rússia tenha sido assegurada.

Com 16 pontos conquistados em 18 possíveis, o Palmeiras termina a fase de grupos com a melhor campanha entre todos os participantes da Libertadores. Com isso, vai decidir todos os mata-matas em casa.

O Boca agradece
Os gols do Palmeiras - e as defesas de Prass - foram muito comemorados em Buenos Aires. Se o Junior Barranquilla vencesse no Brasil, a vitória por 5 a 0 sobre o frágil Alianza Lima (PER) de nada adiantaria para o Boca Juniors. Os resultados da rodada deixaram os argentinos com nove pontos contra sete do Junior.

Primeiro tempo tenso
A torcida do Palmeiras não se mostrou preocupada com o Boca em nenhum momento. Prova disso é que o time foi para o vestiário sob vaias após uma atuação bem fraca no primeiro tempo. Com nove reservas em campo - Dudu e Borja foram os únicos titulares escalados -, o Verdão criava pouco e via Fernando Prass acumular defesas difíceis.

Os torcedores do Boca Juniors vibraram em dobro com as duas grandes intervenções que o goleiro fez diante de Teo Gutierrez, ídolo do River Plate. E ele ainda faria uma outra em finalização de Murillo.

Segundo tempo de gols
O chutaço que Tchê Tchê acertou no travessão foi o cartão de visitas do Palmeiras no segundo tempo. Muito melhor, o time precisou de apenas seis minutos para abrir a contagem com Borja. O pênalti de Luan em Teo, logo depois, jogaria um balde d'água fria na equipe se Prass não se agigantasse para defender o tiro de Barrera. O goleiro encerrou sua consagração ao iniciar a jogada do segundo gol de Borja, que teve tempo de marcar mais um depois de Teo diminuir para os colombianos.

FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS 3 X 1 JUNIOR BARRANQUILLA
Local: Allianz Parque, São Paulo (SP)
Data-Hora: 16/5/2018 - 21h45
Árbitro: Enrique Caceres (PAR)
Auxiliares: Eduardo Cardozo (PAR) e Juan Zorrilla (PAR)
Público/renda: 25.787 pagantes/R$ 1.621.350,28
Cartões amarelos: Emerson Santos (PAL), Piedrahita (BAR)
Cartões vermelhos:
Gols: Borja (6'/2ºT) (1-0), Borja (14'/2ºT) (2-0), Téo Gutiérrez (21'/2ºT) (2-1), Borja (23'/2ºT) (3-1),

PALMEIRAS: Fernando Prass; Mayke, Luan, Emerson Santos e Victor Luis; Thiago Santos, Tchê Tchê (Bruno Henrique, aos 26'/2ºT) e Guerra (Deyverson, aos 34'/2ºT)eo; Willian, Dudu e Borja (Hyoran, aos 26'/2ºT). Técnico: Roger Machado.

JUNIOR BARRANQUILLA: Sebastián Viera; Piedrahita, Jonathan Ávila, Jorge Arias e David Murillo (Rafael Pérez, aos 19'/2ºT); Cantillo, Pico, Chará (Luiz Ruiz, aos 33'/2ºT) e Barrera; Yony González (Luis Díaz, aos 9'/2ºT) e Téo Gutiérrez. Técnico: Julio Comesaña.

Veja também

LANCE!

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade