2 eventos ao vivo

Com novo número, Pablo quer manter tradição da camisa 9 do São Paulo

A partir deste sábado, no clássico contra o Palmeiras, Pablo deixará de usar a camisa 12 e vestirá a tradicional 9, que fez artilheiros nas temporadas recentes do Tricolor paulista

12 jul 2019
07h02
  • separator
  • comentários

Falta muito pouco para o São Paulo voltar a jogar uma partida oficial após a pausa para a Copa América, assim como há uma contagem regressiva para o esperado retorno de Pablo, depois de cirurgia para a retirada de um cisto na região lombar da coluna. O atacante, contratado no início desta temporada, terá um recomeço diante do Palmeiras e passará a vestir a tradicional camisa 9 do clube, que tem, salvas as exceções, feito artilheiros nos últimos anos.

Pablo passa a utilizar a mágica camisa 9 do Tricolor e quer manter a tradição artilheira (Foto: Reprodução/SPFCTV)
Pablo passa a utilizar a mágica camisa 9 do Tricolor e quer manter a tradição artilheira (Foto: Reprodução/SPFCTV)
Foto: Lance!

Em um recorte mais recente da história são-paulina, pegando como parâmetro a volta de Luis Fabiano, em meados de 2011, apenas três temporadas não tiveram um camisa 9 como artilheiro do time: no próprio 2011, quando Dagoberto vestia a 25 e marcou 22 gols, em 2015, quando Alexandre Pato vestia a 11 e marcou 26 tentos, e em 2016, quando Calleri vestia a 12 (mesmo número que Pablo usava) e balançou a rede em 16 oportunidades.

Em 2012, 2013 e 2014, Luis Fabiano honrou a camisa 9 tricolor registrando três temporadas consecutivas como artilheiro do elenco. Vale destacar que em 2013 ele dividiu a artilharia com Aloísio "Boi Bandido", cada um com 21 gols. No ano de 2012, Fabuloso marcou 31 vezes, e em 2014 anotou 20 tentos. Já em 2015, o centroavante comemorou em 13 oportunidades, sem figurar no topo da lista.Depois de Luis Fabiano, o camisa 9 seguinte foi Kieza, em 2016, mas ficou pouco tempo e deixou o clube sem balançar a rede. Mais tarde, na mesma temporada, veio o argentino Andrés Chávez, que herdou o número e marcou 10 gols, ganhando a vice-artilharia do elenco. Em 2017, Chávez permaneceu com a 9 até sair, mas anotou apenas dois tentos.

A partir daí, quem assumiu o número mágico foi Pratto (usava a 14), que terminou o ano com 14 gols e como goleador do elenco. Era a primeira vez, desde Luis Fabiano que um camisa 9 alcançava esse feito. Na temporada seguinte, com Diego Souza abraçando a tradicional numeração, foram 16 tentos, e novamente o topo da lista dos goleadores do time em 2018.

- Estou mudando de número. Você ser camisa 9 de um clube que já teve referências no futebol mundial. Eu cito um que sou fã, sempre fui muito fã dele, que é o Luis Fabiano. Para mim é motivo de muito orgulho ser o camisa 9 do São Paulo, vou tentar representar da melhor maneira possível, e isso é sacrifício, é dedicação, é vontade lá na frente, e com certeza fazer gols. Eu acho que é isso que esperam de mim e eu espero corresponder, estou muito feliz de poder vestir a camisa 9 do São Paulo - comentou Pablo à TV oficial do clube.

Mesmo antes de assumir a camisa 9, Pablo, com a 12, já tinha o espírito necessário para vestir esse importante número. É ele, até aqui, o artilheiro do elenco em 2019 com quatro gols marcados. Isso mesmo! Apesar dos mais de três meses afastado dos jogos oficiais, ele mantém a artilharia do ano e quer mais, começando neste sábado, no Morumbi, diante do rival Palmeiras:

- Eu coloquei um objetivo lá atrás junto com os médicos que fizeram a operação, que fizeram a cirurgia, fiz com o departamento médico do São Paulo, todos juntos. Enfim, fiz um planejamento e o planejamento era voltar para o jogo diante do Palmeiras agora, então foi tudo dentro do programado. Joguei os amistosos, me senti muito bem, muito à vontade, confortável, confiante e isso fez com que me desse confiança para evoluir a cada dia - finalizou.

Pablo fará sua estreia com a camisa 9 do São Paulo neste sábado, quando a equipe entra em campo, às 19h, no Morumbi, para enfrentar o Verdão, pela 10ª rodada do Campeonato Brasileiro 2019. Coincidentemente o adversário de sua última partida oficial pelo Tricolor antes da cirurgia que o afastou dos campos.

Lance!
  • separator
  • comentários
publicidade