4 eventos ao vivo

Com gol nos acréscimos, Athletico bate o Jorge Wilstermann

Na retomada da Libertadores, Furacão fica duas vezes atrás do marcador, mas busca virada com gol nos últimos minutos

15 set 2020
21h12
atualizado às 22h29
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

No Felix Capriles, o Athletico venceu o Jorge Wilstermann nos acréscimos por 3 a 2. Com o placar, o Furacão chegou aos seis pontos e divide a liderança da chave com o Colo-Colo, que venceu o Peñarol de virada por 2 a 1. O time boliviano permanece com três pontos. Na próxima rodada, o Jorge Wilstermann encara o Peñarol, em casa. O Athletico recebe o Colo-Colo, na Arena da Baixada.

Lucho González marcou o primeiro gol do Furacão na Bolívia (Fabio Wosniak/Site Oficial)
Lucho González marcou o primeiro gol do Furacão na Bolívia (Fabio Wosniak/Site Oficial)
Foto: LANCE!

O duelo

A falta de ritmo não foi desculpa para o Jorge Wilstermann. Desde os minutos iniciais, o time boliviano colocou a bola no chão e deu trabalho ao goleiro Santos, que precisou intervir em chutes da grande área.

Melhor em campo, o gol era questão de tempo e veio aos 9 minutos. No lançamento, a zaga do Athletico não acompanhou e Gilbert Álvarez driblou o goleiro e mandou para o gol, 1 a 0.

Com dificuldade de criar, o Furacão apostou na bola aérea e até assustou com Lucho, mas o capitão furou a cabeçada. Na reta final, em cobrança de escanteio, Fabinho foi puxado de maneira infantil pelo zagueiro e o árbitro deu pênalti. Na cobrança, Lucho González deixou tudo igual, 1 a 1.

No segundo tempo, logo aos 10 minutos, o Jorge Wilstermann marcou um gol de videogame. Na troca de passes, a zaga do Athletico não achou niguém e Serginho, sozinho, mandou para o gol, 2 a 1.

Assim como na etapa inicial, o Athletico encontrava muita dificuldade para chegar no gol. Porém, o alívio veio aos 27 minutos, Christian tabelou com Fabinho, saiu na cara do goleiro e mandou para a rede, 2 a 2.

No ímpeto pela vitória, a bola do jogo caiu para o Wilstermann. Em bela trama da direita, Arrascaita pintou sozinho na pequena área e cabeceou. Santos caiu e fez milagre para segurar o empate.

Nos acréscimos, quando o Furacão tinha um jogador a mais, brilhou a estrela de Walter, que saiu do banco de reservas e no cruzamento da direita dominou e bateu forte, 3 a 2.

 

Veja também:

Confira a repercussão da morte de Maradona na Argentina e pelo mundo
Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade