0

Caio Ribeiro cobra volta dos treinos em SP: "Está na hora"

Após decisão do governador de São Paulo, comentarista esportivo da 'Globo' apoiou volta dos clubes paulistas ao futebol em meio à pandemia de coronavírus

18 jun 2020
12h17
atualizado às 13h49
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
Ex-São Paulo e Flamengo, Caio Ribeiro é comentarista atualmente na "Globo" (Foto: Reprodução/TV Globo)
Ex-São Paulo e Flamengo, Caio Ribeiro é comentarista atualmente na "Globo" (Foto: Reprodução/TV Globo)
Foto: LANCE!

O comentarista Caio Ribeiro acredita que seja o momento ideal para retornar com os treinamentos do clubes em São Paulo durante a pandemia de coronavírus. Após a decisão do governador João Dória, o futebol está previsto para retornar em julho na região e durante sua participação no Bom Dia São Paulo, nesta quinta-feira, Caio reforçou sua visão.

"Se o comércio está reabrindo, se os shoppings estão reabrindo, por que o futebol não pode voltar? Eu acho que está na hora de voltar, e não acho que o futebol seja um mundo à parte não. É sempre bom a gente colocar: uma coisa é campeonato e outra é o treinamento. Se os médicos responsáveis criaram um protocolo de saúde onde todos os jogadores serão testados regularmente, eu acho que está na hora de voltar", disse ele, que seguiu:

"O médico tem que ter a palavra final. Não é o presidente, o financeiro, o departamento de marketing, é o profissional da área da saúde, e me parece que eles estão sendo muito responsáveis e prudentes para voltar na hora certa. E acho que está na hora de voltar sim. Acho que os treinamentos aqui em São Paulo deveriam voltar".

A decisão do governador Dória vai contra atuais pensamentos de dirigentes e mandatários do futebol, que desejam um retorno mais imediato. No Rio de Janeiro, nesta quinta-feira, Flamengo e Bangu entram em campo após acerto entre Vasco, o clube rubro-negro e a Ferj. Fluminense e Botafogo buscam derrubar a volta aos gramados.

"São duas coisas bem diferentes. Uma coisa é o treino e outra é o jogo. O treino a céu aberto, com protocolos de saúde, respeitando os distanciamentos... Sempre bom a gente lembrar o que está acontecendo no Rio. Só para pegar o exemplo do Flamengo: eram 17 infectados, hoje não existe nenhum. Os jogadores entendem que estarão mais seguros dentro de um clube de futebol do que em suas próprias casas", comentou ele, que ainda argumentou:

"As lesões musculares estão mais propensas a acontecer nesta volta do futebol. Por isso, me agrada mais o que está sendo feito em São Paulo do que no Rio de Janeiro. Eu acho que todos têm que ter pelo menos de 15 a 20 dias de treinamentos para, depois, começar o campeonato. No Rio, os clubes já voltaram - e não estou criticando o Flamengo, que é uma liderança na volta do futebol e está fazendo isso com muita responsabilidade - mas o ideal é que todos tenham o mesmo tempo de preparação, para que a lesão aconteça em menor nível", finalizou ele.

Veja também:

Dérbi paulista e Gre-Nal prometem esquentar a quarta-feira de decisões nos estaduais
Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade