0

Brasileiro concorre a última vaga pra CAPCOM CUP

O jogador precisa de votos para participar do Mundial de E-sports na categoria fighting games

16 dez 2020
13h51
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
Foto: Lance!

Caso ganhe a votação, que termina no dia 18 de dezembro, Zenith se junta a Alexandre "Lexe", que se classificou para o torneio através das qualificatórias online, na competição para representar o Brasil na "copa do mundo" de Street Fighter.

Zenith se manteve à frente na votação com grande diferença em pontos do segundo colocado, mas após o jogador Luffy (que estava bem abaixo na tabela) ter dado entrevista numa tv francesa ele passou o brasileiro e se encontra com 17.130 votos. Zenith conta atualmente com 11.437.

A Capcom Cup é um palco onde poucos brasileiros já tiveram a oportunidade de pisar e Zenith agora faz parte de um seleto grupo que conta com Eric "Chuchu", Keoma Pacheco, Thomas "Brolynho" e Renato "DidiMokof". Todos grandes nomes da cena competitiva no país.

O que é o evento

A Capcom Cup é o maior torneio anual de E-SPORTS na categoria jogos de luta focado especificamente na famosa série Street Fighter. É a Copa do Mundo dos jogos de luta.

A primeira edição do evento foi em 2013, sediada no Hyatt Regency San Francisco Airport em Burlingame, Califórnia, com três jogos principais, cada um com 8 qualificadores.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
Foto: Lance!

Em 2014, realizada no The Warfield em San Francisco, Califórnia, a Capcom Cup foi um torneio com 16 qualificadores. A Capcom Cup 2015 foi dobrada para um formato de 32 jogadores.

Em 2015, a CPT teve um bônus total de $500.000(quinhentos mil dólares) graças a uma parceria entre a Sony Computer Entertainment e a Capcom. A série de eventos de qualificação para o torneio é conhecida como Capcom Pro Tour e inclui muitos dos maiores e mais prestigiosos torneios de jogos de luta pré-existentes, como Evolution Championship Series e DreamHack.

Conheça o Zenith

O Zenith é reconhecido por levar o prêmio de melhor atleta de fighting games em 2019 no Prêmio eSports BR. Veja a entrevista com o jogador na e-Spor-TV e conheça mais sobre ele abaixo:

Cenário brasileiro

Recentemente, o único Brasileiro classificado para a CPT 2020, Alexandro "Lêxe" Ganhou o Premio e-Sports Brasil na categoria Melhor Jogador de Fighting games.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
Foto: Lance!

A Globo e a Go4it (com patrocínio da OI) confirmaram nesta quinta-feira que a maior premiação de esportes eletrônicos da América Latina, o Prêmio eSports Brasil, terá sua quarta edição em dezembro. Ainda sem data definida, o evento foi confirmado com adaptações para garantir a segurança dos envolvidos devido à pandemia.

O Prêmio eSports Brasil se consolidou como a grande celebração da

indústria de eSports no Brasil. Neste ano diferente, com tantas restrições, os

jogos e os eSports cresceram e ajudaram a manter muita gente em casa. Contou Leandro Valentim, head de eSports e Games da Globo.

Desde 2014, na primeira edição da Capcom Pro Tour, alguns

jogadores nacionais conseguiram destaque ao se classificar para a Capcom Cup. Eric "CHUCHU" tem o pioneirismo no feito, realizado ainda na época do

Street Fighter IV. CHUCHU se tornou referência nacional no início do circuito.

Uma das marcas registradas do jogador é a versatilidade, com vastas opções de

personagens, como Chun-li, Sakura (presentes no Street Fighter V), C.Viper e

Poison.

Em 2015, foi a vez de Keoma representar o Brasil na Capcom Cup. O

jogador sempre foi reconhecido pela execução e estudo técnico do jogo. No CPT 2015, Keoma garantiu a 7ª colocação, melhor marca de um brasileiro no ranking. Ele também é tido por muitos como o melhor jogador de Abel do mundo (personagem não presente no Street Fighter V) e atualmente joga de Karin.

O ano de 2016 foi marcado como o primeiro da nova franquia. Todos

os competidores, a partir de então, tinham um jogo completamente diferente para estudar. Street Fighter V trouxe para o topo uma figura já conhecida no cenário nacional. Thomas "Brolynho" foi o representante da vez na Capcom Cup. Outra grande conquista do competidor foi ser o primeiro jogador brasileiro a ter patrocínio de uma equipe internacional, a Flipsid3 Tatics.

Em 2017, o Brasil realizou um feito inédito. Dois jogadores conseguiram se classificar para a Capcom Cup. Brolynho conseguiu a vaga por meio da pontuação global, e Renato "DidimoKOF", conquistou o título da final regional da América Latina, dando um show de ofensividade com seu Dhalsim. Já 2018 foi um ano para cair no esquecimento. O cenário competitivo nacional amargou o pior resultado desde o início do Capcom Pro Tour, não levando nenhum jogador para a Capcom Cup. Mas isso não significa que o Brasil está perdendo forças. O cenário contou com grandes competições CPT, algumas delas inclusive com partições internacionais. O Jam Festival 2018, por exemplo, foi vencido pelo japonês Hiromiki "Itabashi Zangief", que posteriormente conquistou o vice-campeonato da Capcom Cup 2018.

Como votar

Caso você queira deixar o seu suporte para o jogador brasileiro, veja abaixo como votar:

1 - Acesse: https://cutt.ly/0hoqEnh

2- Crie sua conta! É um processo padrão e rápido, o site te envia um e-mail de confirmação e pronto!

3 - Conecte-se com o seu Twitter na página e siga o https://twitter.com/smashgg pra que seu voto valha +5.

4 - Acesse https://cutt.ly/0hoqEnh, clique em Nominate para Zenith e depois de 20 minutos seu voto estará computado.

Caso tenha ficado confuso, veja o vídeo com as instruções que o usuário Romano fez:

Veja também:

Ceni tem o 2º pior aproveitamento do Fla nos últimos 10 anos
Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade