2 eventos ao vivo

Argentina faz ótimo segundo tempo contra Honduras e consegue o ouro no Pan

Depois de ser "acuada" em grande parte da etapa inicial, lado esquerdo ofensivo desequilibra e dá conquista máxima a Albiceleste no futebol masculino

11 ago 2019
00h23
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Em tempos de desempenhos distintos, a seleção da Argentina foi mais eficiente no ataque e conquistou a medalha de ouro nos Jogos Pan-Americanos de Lima com a vitória por 4 a 1 na grande decisão contra Honduras. Essa é a sétima vez na história da competição que o posto máximo foi ocupado pela Albiceleste. Com o revés, a equipe hondurenha igualou sua melhor participação na modalidade que havia sido em 1999 no Pan de Guadalajara perdendo, na oportunidade, para a seleção mexicana.

Foto: Divulgação/Seleção Argentina
Foto: Divulgação/Seleção Argentina
Foto: Lance!

Aos seis minutos de jogo, o confronto estava parelho e a contagem no estádio da Universidad de San Marcos foi aberta graças a um tremendo vacilo na saída de bola hondurenha que a Albiceleste capitalizou. Agustín Urze roubou a bola de Jorge Álvarez tão logo ela foi reposta em jogo pelo goleiro Alex Barrios, o camisa 16 argentino bateu meio "mascado", mas suficiente para colocar no extremo canto esquerdo.

O gol trouxe a H para um jogo mais ativo no sistema ofensivo que, em diversos momentos, fez com que a equipe de Fernando Batista se sentir mais encurralada do que necessariamente optando por atuar nos contra-ataques onde só foi realmente eficiente uma vez com Urzi aparecendo de novo no ataque e exigindo grande defesa de Barrios.

Usando principalmente as finalizações de média distância, o time caribenho parecia sempre mais perto de marcar e, após José Reyes bater com violência em defesa de Cambeses onde Darixon Vuelto perdeu gol incrível quase na pequena área, aos 42 finalmente a igualdade surgiu no marcador da capital peruana.

Depois de grande jogada individual pelo lado esquerdo do ataque, Elison Mejia driblou a marcação e acertou um chute forte que forçou a defesa parcial do goleiro argentino. No rebote, Douglas Martínez bateu tirando do alcance de Facundo Cambeses e estufou as redes da Albiceleste.
O retorno das atividades para a etapa complementar teve uma cadência diferente da primeira com as duas equipes igualando muito mais a posse de bola e o ritmo de jogo. E, nesse tipo de confronto, a Argentina pareceu mais preparada para abrir vantagem importante e se colocar no caminho rumo a conquista dourada.

Aos 13 minutos, Nicolás González evitou a saída de bola pela linha lateral e tocou para Santiago Colombato acionar a entrada na grande área de Carlos Valenzuela onde, mesmo com a bola escapando, bateu com firmeza de pé esquerdo e mandou no extremo canto esquerdo de Barrios.

Três minutos depois, usando o mesmo lado esquerdo do ataque, Adolfo Gaich recebeu a bola dentro da área e, apesar do corte parcial da zaga hondurenha, a bola sobre nos pés de Lucas Necul onde o camisa 17 bateu com precisão para fazer o terceiro da Albiceleste.

Aos 20 minutos, o meio-campista e capitão Mariano Vera também deixou sua marca através da bola aérea. Na cobrança ao lado da grande área feita por Valenzuela, o camisa 5 argentino teve apenas o trabalho de subir mais alto que a zaga de Honduras e testou baixo para superar mais uma vez Alex Barrios. 4 a 1, placar final.

Veja também:

Veja as principais revelações que saíram do CT do São Paulo
Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade