0

Aprovado: Ganso volta à posição de origem e se destaca no Fluminense

Meia marcou o gol, foi o melhor em campo na importante vitória contra o Corinthians, em Brasília, e deve ganhar mais oportunidades como 'camisa 10'

16 set 2019
08h02
atualizado às 08h02
  • separator
  • 0
  • comentários

Quando Paulo Henrique Ganso foi contratado pelo Fluminense, muito se discutiu sobre o leque de opções que Fernando Diniz, à época o treinador do time, teria para escalá-lo em campo. O meia surgiu no Santos como o autêntico "camisa 10", municiando o centroavante, e foi para a Europa com a possibilidade de atuar à frente da defesa, como um "camisa 5", mas foi efetivado ao longo de 2019 como "camisa 8", organizando as jogadas próximo da faixa central.

O novo posicionamento criou um dilema acerca da qualidade de Ganso. Se, por um lado, havia segurança no passe, por outro ele perdeu em efetividade. Seus números provam isso: somente cinco gols e uma assistência. Enquanto o esquema de Diniz esteve em validade, o poder de construção do paraense teve importância. Quando naufragou, Ganso foi junto. A fragilidade na marcação somada aos excessivos passes para o lado tiraram do sério parte da torcida, que chegou a vaiá-lo no Maracanã durante a derrota para o Avaí, por 1 a 0.

Mesmo diante da modestas estatísticas, um dado chamava atenção: no elenco tricolor, ninguém dava mais passes para finalização do que Ganso (27, no total, em todo o Campeonato Brasileiro). No imaginário dos torcedores e de parte da opinião pública, ele só recuperaria o bom momento caso atuasse próximo da área adversária.

Oswaldo de Oliveira nunca escondeu a vontade de mexer no meio-campo. Nas atividades no CT Pedro Antonio, por mais de uma vez adiantou Caio Henrique à posição de origem, fortalecendo o lado defensivo. Até por isso, a possibilidade de Ganso voltar a atuar como meia-atacante era alta. E, de fato, isso tornou-se realidade. Com um adendo: ele voltou a ser protagonista.

Confira a tabela de classificação do Campeonato Brasileiro

Ganso comemora gol, em frango de Cássio (MAILSON SANTANA/FLUMINENSE FC)
Ganso comemora gol, em frango de Cássio (MAILSON SANTANA/FLUMINENSE FC)
Foto: Lance!

Mapa de movimentação de Ganso contra o Corinthians mostra como o meia esteve mais próximo da área (Reprodução: Sofascore)

Contra o Corinthians, o treinador colocou em prática o que vinha treinando nos últimos dias: um time mais cauteloso. As suspensões de Aírton e Wellington Nem abriram espaço para o esquema alternativo com Yuri e Allan formando uma dupla de volantes e Ganso com liberdade mais à frente. De acordo com registros do Footstats, o meia deu três passes perigosos para gol e teve um acerto de 94%. Faltou finalizar mais, mas no único chute a gol que deu contou a colaboração de Cássio para deixar a sua marcar e decidir o duelo.

- Todo mundo sabe da qualidade do Ganso. Esse esquema, comigo e com o Allan, deu mais liberdade para que ele possa aparecer na frente. E aí vimos como ele é fundamental ali - garantiu Yuri.

OSWALDO PREVÊ EVOLUÇÃO DO ESQUEMA

A semana livre de trabalho, mais tranquila com a saída da zona de rebaixamento, permitirá a Oswaldo de Oliveira treinar mais o novo sistema. Coletivamente, o Fluminense ainda tem defeitos e passou sufoco contra o Corinthians, apesar da vitória. Para o comandante, a pressão estava dentro do previsto, assim como a evolução da nova trinca de meio-campo.

- Poderia ser ainda melhor, e tenho certeza que vai melhorar. Fizemos apenas um treinamento e com todo cuidado, porque anteontem Ganso não pôde participar. Precisei passar a eles muitas informações teóricas, mas eles foram muito atentos, disciplinados e cumpriram com o necessário para vencermos o jogo. Todos se sacrificaram muito. Quando tivermos mais tempo para repetir no treinamento, haverá entrosamento maior e a qualidade de cada um vai crescer mais.

O Fluminense volta a campo no domingo contra o Goiás, às 19h, no Serra Dourada. Depois disso, a tabela prevê dificuldades: o Tricolor enfrenta, em sequência, Santos (casa), Grêmio (casa), Botafogo (fora), Cruzeiro (fora), Bahia (casa), Athletico-PR (casa) e Flamengo ("fora").

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade