0

Apalavrado com Dodô, Timão espera Cruzeiro e Sampdoria se resolverem

Revelado pelo Corinthians, jogador gosta da ideia de retornar ao clube em 2020. Ele ainda tem valores a receber do Cruzeiro e, depois disso, buscará liberação da Sampdoria

27 dez 2019
14h50
atualizado às 16h26
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O Corinthians tem acordo apalavrado com o lateral-esquerdo Dodô, mas o negócio ainda deve demorar alguns dias para ser concluído e pode ficar para 2020. Motivo: há pendências a serem resolvidas com Cruzeiro e Sampdoria.

Dodô atuou por empréstimo no Cruzeiro em 2019 - FOTO: Divulgação
Dodô atuou por empréstimo no Cruzeiro em 2019 - FOTO: Divulgação
Foto: Lance!

O Cruzeiro, clube em que o jogador de 27 anos atuou por empréstimo em 2019, ainda tem valores a acertar com ele. Depois disso, o contrato de empréstimo válido até 31 de dezembro deve ser rescindido, invalidando a obrigação de compra por R$ 1,2 milhão. Em grave crise financeira, a Raposa já definiu que não fará este investimento, até pelo fato de o salário de Dodô estar bem acima dos R$ 150 mil estipulados como teto para a disputa da Série B em 2020.Depois será preciso conseguir a liberação da Sampdoria, clube que detém os direitos econômicos de Dodô e, além do Cruzeiro, já o emprestou também ao Santos, em 2018. Uma possibilidade é assumir o valor que seria pago pelos mineiros, R$ 1,2 milhão, e comprar o lateral. O Timão também cogita negociar para pagar ainda menos ou até acertar com ele por empréstimo, sem necessidade de pagar por isso.

Dodô foi revelado no Parque São Jorge e fez seis partidas pela equipe profissional do Corinthians entre 2009 e 2010, quando tinha 17 e 18 anos. Ele vê com bons olhos a possibilidade de repetir a trajetória de Fagner, lateral-direito que não teve muito espaço ao ser revelado pelo clube e retornou mais experiente para tomar conta da posição.

Ele virou o plano A da diretoria devido à dificuldade para convencer o Dinamo de Kiev a liberar Sidcley. Os ucranianos querem ao menos 5 milhões de euros (R$ 22 milhões) pelo jogador de 26 anos, valor que o Corinthians considera muito alto. Uma outra possibilidade aventada é o empréstimo até o fim de 2020, mas seria necessário pagar um valor por isso, algo que o presidente Andrés Sanchez já disse não achar justo.

Veja também:

Editor do L! analisa sorteio de mando na final da Taça Rio
Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade