0
Logo do Jogos Pan-Americanos
Foto: terra

Jogos Pan-Americanos

Jogos Pan-Americanos

Ping-pong nada! Gente grande, tênis de mesa pede passagem

Osmar Portilho / Terra

Cada vez mais intenso, esporte ganha respeito e atrai público

22 jul 2015
08h36
atualizado às 18h05
  • separator
  • 0
  • comentários

“Você vai no ping-pong?”. “Essa van leva ao ping-pong?”. As frases são comuns nos arredores do centro de imprensa dos Jogos Pan-Americanos de Toronto, e é natural a confusão. Mas, cada vez mais, precisamos nos afastar daquelas partidas de ping-pong em salões de jogos de condomínios de praia em dias chuvosos e aceitar o tênis de mesa como um esporte sério e intenso.

Nessa quinta-feira, o Brasil fez um grande marco: esteve nas duas finais por equipes da modalidade no Pan-Americano. Na primeira disputa, entre as mulheres, acabou vendo seu trio ser derrotado pelas norte-americanas por 3 games a 0. Já no masculino, o placar foi o mesmo, mas desta vez em vantagem ao time do Brasil sobre a equipe paraguaia.

Lin Gui, Caroline Kumahara e Ligia Silva disputaram a medalha de outro no tênis de mesa por equipes dos Jogos Pan-Americanos de Toronto contra o time dos Estados Unidos
Lin Gui, Caroline Kumahara e Ligia Silva disputaram a medalha de outro no tênis de mesa por equipes dos Jogos Pan-Americanos de Toronto contra o time dos Estados Unidos
Foto: Osmar Portilho / Terra

A modalidade, que ainda enfrenta os estereótipos de jogo de salão, arrastou muita gente ao Markham Pan Am, na região metropolitana de Toronto. As arquibancadas lotadas durante toda a tarde já comprovaram o engajamento do público canadense com o esporte, principalmente quando o assunto era o time da casa. No entanto, em ambos os casos, as equipes locais foram eliminadas nas semifinais.

Contra os Estados Unidos, na modalidade feminina, o começo foi promissor. Lin Gui bateu Jiaqi Zheng no primeiro set por 11 a 7. O placar inflou a torcida brasileira presente, mas não foi suficiente. A norte-americana foi mais forte nos três sets seguintes, mesmo com a atleta do Brasil oferecendo bastante resistência: 11/9, 11/6 e 11/8.

Lin Gui, Caroline Kumahara e Ligia Silva disputaram a medalha de outro no tênis de mesa por equipes dos Jogos Pan-Americanos de Toronto contra o time dos Estados Unidos
Lin Gui, Caroline Kumahara e Ligia Silva disputaram a medalha de outro no tênis de mesa por equipes dos Jogos Pan-Americanos de Toronto contra o time dos Estados Unidos
Foto: Osmar Portilho / Terra

Perder a primeira partida colocou toda a pressão sobre Caroline Kumahara, que enfrentou Lilly Zhang. Ambas jogadoras foram apoiadas por suas torcidas, mas a brasileira acabou cometendo mais erros e demonstrou um jogo muito mais inconstante, alternando boas cortadas e controlando rallies com erros simples.

Subir ao segundo degrau do Pan-Americano não parecia ser suficiente para o trio, completo por Ligia Silva. As três choraram ao fim da partida, assim como seu técnico, o lendário Hugo Hoyama, símbolo do esporte no Brasil. No pódio, a imagem da derrotada foi espantada com alguns sorrisos. Justiça seja feita, um grande resultado para o Brasil.

Brasileiros ganharam ouro na categoria masculina do tênis de mesa por equipes
Brasileiros ganharam ouro na categoria masculina do tênis de mesa por equipes
Foto: Osmar Portilho / Terra

Entre o time brasileiro, três partidas dominadas com soberania pelo placar máximo: um triplo 3 a 0. No primeiro jogo, Hugo Caldearão bateu Alejandro Toranzos, que não ofereceu nenhuma resistência: 11/6, 11/4 e 11/6. O brasileiro controlou todas as trocas de bola, errou pouco e conseguiu colocar o paraguaio para correr com saque.

O paraguaio Marcelo Aguirre bem que deu mais trabalho para Thiago Monteiro, que teve se nome muito gritado pelas arquibancadas, mas o resultado foi similar:  12/10, 11/7 e 11/4.

As cortadas, os rallies, trocas de bolas intensas e os saques cheios de efeito empolgaram o público canadense, assim como os jogadores, que desfrutaram de uma arena cheia e empolgada.

Após receberem suas medalhas, os brasileiros, assim como os ouros medalhistas, quebram todos os protocolos possíveis. Os jogadores campeões fizeram questão de descer do pódio e abandonar a cerimônia para atender seus fãs na arquibancada. Selfies, beijos no rosto e puxões pelo braço.

Mesmo que seja por pouco tempo, o tênis de mesa brasileiro teve seu momento de estrela do rock em Markham, e merece muito mais.

Brasileiros ganharam ouro na categoria masculina do tênis de mesa por equipes
Brasileiros ganharam ouro na categoria masculina do tênis de mesa por equipes
Foto: Osmar Portilho / Terra

 

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade