PUBLICIDADE

Rebeca Andrade faz história e leva a prata no individual geral dos Jogos Olímpicos de Tóquio

Paulista de 22 anos se torna a primeira brasileira a conseguir medalha neste esporte na história das Olimpíadas. Final não contou com a presença da então favorita Simone Biles

29 jul 2021 10h10
| atualizado às 13h16
ver comentários
Publicidade

Histórico! A ginasta Rebeca Andrade levou o 'Baile de Favela' novamente para o ginásio e conquistou, nesta quinta-feira, medalha de prata nos Jogos Olímpicos de Tóquio, no individual geral. Com o feito, a paulista de Guarulhos e de 22 anos se tornou a primeira brasileira a faturar um pódio no esporte na Olimpíada. Ela somou 57,298 pontos. A americana Sunisa Lee ficou com o ouro, após fazer 57,433, enquanto o bronze foi da russa Angelina Melinkova: 57, 199.

A final não contou com a presença da americana Simone Biles, que era favoritíssima ao ouro, se classificou com a melhor nota, mas desistiu de competir por problemas psicológicos. Ela ainda não informou se vai competir nas finais individuais por aparelho.

Outra brasileira em Tóquio, Flávia Saraiva se machucou durante as qualificatórias, mas beliscou vaga na decisão da trave. Rebeca disputará também as finais no solo e no salto.

CONFIRA O QUADRO DE MEDALHAS ATUALIZADO AO FINAL DA REPORTAGEM

Quadro de medalhas e próximos eventos

Antes da final desta quinta-feira, a ginástica artística tinha dado outras três medalhas de ouro: o Comitê Olímpico Russo ficou com o primeiro lugar na competição por equipes masculinas e femininas. Já no individua geral feminino, o topo foi do japonês Daiki Hashimoto. A ginástica agora terá dois dias de folga e volta no domingo, com finais individuais em dois aparelhos para homens e dois para mulheres.

Lance!
Publicidade
Publicidade