PUBLICIDADE

Pia fala em "administrar obstáculos" e evita polêmica

Treinadora afirma que não se sente à vontade para dar respostasobre o assunto e volta suas atenções para duelo com o Canadá

29 jul 2021 06h48
| atualizado às 07h07
ver comentários
Publicidade

A troca de ofensas nas redes sociais entre a goleira da Seleção feminina, Bárbara, e a atleta paralímpica Andréa Pontes entrou em pauta branco na última entrevista coletiva de Pia Sundhage antes da equipe entrar em campo pelas quartas de final da Olimpíada, com o Canadá. Nesta quinta-feira (29), a comandante, porém, esquivou-se de falar sobre o assunto e frisou que suas atenções estão voltadas para "administrar os obstáculos" antes do jogo com as canadenses.

'Opsicológico é algo que você trabalha todo dia e juntas', disse Pia Sundhage em relação à treta entre Bárbara e a canoísta Andréa Pontes (Montagem LANCE!
'Opsicológico é algo que você trabalha todo dia e juntas', disse Pia Sundhage em relação à treta entre Bárbara e a canoísta Andréa Pontes (Montagem LANCE!
Foto: Lance!

"É difícil para mim te dar uma resposta sincera sobre isso, pois o psicológico é algo que você trabalha todo dia e juntas. Também é complicado quando vem das redes sociais também, porque eu não estou atualizada, não sou boa nisso. Por isso temos uma equipe com especialistas para me dar informações", afirmou.

Em seguida, a treinadora voltou suas atenções para abordar o confronto com as canadenses. "No fim das contas, estamos nas quartas de finais de uma Olimpíada. Penso que todos os tipos de obstáculos têm de ser administrados. Meu trabalho é dizer e fazer a coisa certa e preparar o time para o jogo. Nestes momentos que antecedem a partida eu vou falar com o grupo sobre o jogo e como criar boas situações contra o Canadá", destacou.

A CBF também se posicionou sobre a situação. A entidade considerou o bate-boca virtual como uma questão de cunho pessoal, segundo O Globo.

Entenda o bate-boca entre Bárbara e Andréa Pontes

A discussão começou quando Andréa, representante do Brasil na Paracanoagem, opinou que a goleira brasileira Babi Arenhart, do handebol feminino, deveria ocupar a vaga de Bárbara no futebol. Titular com Pia Sundhage, ela vem sofrendo com críticas por erros na Olimpíada.

"Galera, uma sugestão: põe a Babi Arenhart - goleira do handebol - no lugar da Bárbara e está tudo resolvido. Brasil campeão!", opinou Andrea Pontes no Instagram. Bárbara então respondeu. "Por que não vem você no meu lugar? Já já começa a sua competição, será que você tem competência para chegar a menos a conhecer? Tem competência de ir a quatro Paralimpíadas? Porque cada um com suas limitações, né? Vai treinando aí que, assim como eu treino para c..., você vai precisar para tentar estar ao menos em uma Paralimpíada".

A discussão não parou por ai. Internautas viram falas preconceituosas em ambas argumentações.

Lance!
Publicidade
Publicidade