PUBLICIDADE

Atletismo do Brasil chega à finais, mas termina quinta sem medalhas

Três atletas brasileiras estiveram nas pistas dos Jogos Paralímpicos de Tóquio, mas não conseguiram subir ao pódio. Leylane Moura e Ana Cláudia Silva disputaram as finais

2 set 2021 10h31
ver comentários
Publicidade

O atletismo do Brasil esteve representado em finais dos Jogos Paralímpicos de Tóquio na manhã desta quinta-feira, mas não conseguiu subir ao pódio. Leylane Moura, no arremesso de peso classe F33, para paralisados cerebrais, foi quem alcançou a melhor posição na sessão: com 5,61m, ficou em sexto. A medalha de ouro ficou com Asmahane Bougjadar, da Argélia, com 7,10m.

Campeã mundial, Rayane Soares não conseguiu classificação para a final dos 400m em Tóquio (Foto: Ale Cabral/CPB)
Campeã mundial, Rayane Soares não conseguiu classificação para a final dos 400m em Tóquio (Foto: Ale Cabral/CPB)
Foto: Lance!

Já Ana Cláudia Silva terminou na 10ª posição da final do salto em distância da classe T63, para atletas amputados nos membros inferiores com próteses. A campeã Vanessa Low, da Austrália, quebrou o recorde mundial ao saltar 5,28m.

Rayane Soares, atual campeã mundial dos 400m feminino T13, para atletas com baixa visão, também foi à pista nesta manhã, mas conseguiu classificar-se para a final da categoria. Com 59,54 segundos, o atleta foi a terceira colocada na segunda bateria e não conseguiu a vaga pelo tempo: foi o 11º no geral.

Lance!
Publicidade
Publicidade