PUBLICIDADE

Após acidente com judoca paralímpico, montadora suspende uso de carro autônomo na Vila Olímpica

Judoca japonês Aramitsu Kitazono foi atropelado por carro autônomo na Vila Olímpica

28 ago 2021 19h31
ver comentários
Publicidade

A Toyota anunciou neste sábado que interrompeu o uso dos carros autônomos na Vila Olímpica de Tóquio após um dos veículos atropelar o judoca japonês Aramitsu Kitazono, na última quinta-feira. O acidente fez com que o CEO da montadora publicasse um vídeo de pedido de desculpas, onde afirmou que os modelos autônomos ainda não estão prontos para as ruas das cidades.

O modelo e-Palette, carro autônomo da Toyota, andava pela Vila Olímpica de Tóquio em uma velocidade entre 1 a 2 quilômetros por hora (Foto: Reprodução)
O modelo e-Palette, carro autônomo da Toyota, andava pela Vila Olímpica de Tóquio em uma velocidade entre 1 a 2 quilômetros por hora (Foto: Reprodução)
Foto: Lance!

- Gostaríamos de expressar nossas sinceras desculpas ao indivíduo que foi ferido devido a esta colisão infeliz e desejamos a eles uma recuperação rápida. Também gostaríamos de pedir desculpas por qualquer inconveniente causado a quem usa nossos veículos de mobilidade na Vila dos Atletas - escreveu a Toyota em um comunicado.

No momento do acidente, o atleta paralímpico atravessava a faixa de pedestre que conecta os quartos ao refeitório. Sem frear, o veículo, que estava sendo operado por dois funcionários e transportava cinco passageiros, fez uma curva e atingiu o judoca.

Aramitsu Kitazono tem estreia marcada para amanhã na categoria de até 81kg para pessoas com deficiências visuais. No entanto, o judoca segue em tratamento no centro médico. Neste final de semana, ele enfrentaria o ucraniano Dmytro Solovey.

Lance!
Publicidade
Publicidade