PUBLICIDADE

Ginastas alemãs optam por trajes de corpo inteiro para promover liberdade de escolha

25 jul 2021 14h49
ver comentários
Publicidade

A equipe feminina de ginástica da Alemanha optou por usar trajes de corpo inteiro nas sessões classificatórias da Olimpíada de Tóquio, neste domingo, em um gesto que, segundo elas, tem como objetivo promover a liberdade de escolha e encorajar as mulheres a usarem roupas que as deixem confortáveis.

Ginastas da Alemanha durante os Jogos de Tóquio
25/07/2021
REUTERS/Mike Blake
Ginastas da Alemanha durante os Jogos de Tóquio 25/07/2021 REUTERS/Mike Blake
Foto: Reuters

A equipe, composta por Sarah Voss, Pauline Schaefer-Betz, Elisabeth Seitz e Kim Bui, competiu em trajes vermelhos e brancos, unindo collant e leggings que iam do pescoço até os tornozelos.

Elas tinham usado roupas semelhantes durante o treinamento na quinta-feira e disseram que poderiam usá-las novamente na competição.

Sarah Voss disse que a equipe discutiu a escolha do traje antes de competir neste domingo e decidiu usar o traje completo.

"Ao crescermos como mulheres, é muito difícil se acostumar com nosso novo corpo", disse a jovem de 21 anos.

"Queremos ter certeza que todas se sintam confortáveis e mostramos a todas que elas podem usar o que quiserem e ter uma aparência incrível, uma sensação incrível, seja com um traje longo ou curto."

Voss disse que a equipe alemã --que também usou trajes de corpo inteiro no campeonato europeu em abril, em um gesto que visava conter a sexualização do esporte-- está ansiosa para que a tendência emplaque futuramente.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Publicidade
Publicidade