0

Entenda o significado da Tocha Olímpica

Objeto é um dos símbolos mais tradicionais e importante dos Jogos Olímpicos

26 mar 2020
11h29
  • separator
  • 0
  • comentários

Um dos símbolos mais tradicionais e conhecidos dos Jogos Olímpicos, a Tocha Olímpica percorre algumas das principais cidades do país-sede da Olimpíada. O revezamento começa naGrécia, onde iniciaram os Jogos. Após o adiamento da Olimpíada e Paraolimpíada de Tóquio de 2020 para 2021, o tradicional revezamento da tocha foi cancelado.

Apesar da decisão, o Comitê Organizador dos Jogos manteve a chama acesa no Japão até a realização do evento, que pode acontecer um ano depois da data prevista. Mas você sabe o significado da Tocha Olímpica?

Como se sabe, os Jogos Olímpicos surgiram na Grécia Antiga e, até hoje, se preservam tradições oriundas de sua origem. E a Tocha Olímpica é uma delas. Em todos os anos de Olimpíada, 100 dias antes das competições se iniciarem, o fogo que acenderá a pira olímpica é aceso numa tocha, na cidade de Olímpia, na Grécia, a partir da luz do sol e é encaminhada à cidade-sede dos Jogos.

O revezamento, que foi cancelado neste ano, representa uma lenda grega. Rés a lenda, que Prometheus, um titã, que defende os humanos, teria roubado o fogo de Zeus e entregado à humanidade. O fogo, neste caso, representa a sabedoria dos deuses. E assim, os Jogos estariam sendo iluminados por essa sabedoria.

Como visto, as Olimpíadas possuem diversas simbologias oriundas de sua origem. E é essa soma de fatores que a tornam um evento único. Em meio a pandemia do novo coronavírus (COVID-19), responsável pelo adiamento dessa edição do Jogos Olímpicos, o Comitê Olímpico Internacional (COI) divulgou, em nota, que a chama permanecerá acesa no Japão, com a esperança de tornar uma luz no fim do túnel.

"Jogos Olímpicos de Tóquio poderiam ser um farol de esperança para o mundo durante esses tempos conturbados e que a chama olímpica poderia se tornar a luz no fim do túnel em que o mundo se encontra atualmente. Portanto, foi acordado que a chama olímpica permanecerá no Japão", afirmou a entidade.

Veja também:

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade