PUBLICIDADE

COB libera ida de marido de atleta e Yasmin Brunet alfineta

Formado em educação física e registrado como técnico, o marido da atleta foi credenciado para substituir um outro profissional que está impossibilitado de ir aos Jogos

16 jul 2021 10h18
| atualizado às 10h26
ver comentários
Publicidade

A esposa de Gabriel Medina, Yasmin Brunet, que teve a ida aos Jogos Olímpicos de Tóquio vetada pelo Comitê Olímpico Brasileiro (COB) fez uma postagem após um colunista do 'Uol' revelar que o marido da atleta de lançamento de disco Andressa Morais, Everton Luiz Ribeiro recebeu permissão para ir à Olímpiada de Tóquio.

Yasmin se sente injustiçada por ter ida à Tóquio vetada (Foto: Reprodução/Instagram)
Yasmin se sente injustiçada por ter ida à Tóquio vetada (Foto: Reprodução/Instagram)
Foto: Lance!

"A verdade sempre aparece. Sabia que era pessoal", postou a modelo nas redes sociais.

Formado em educação física e registrado como técnico, o marido da atleta foi credenciado para substituir um outro profissional que está impossibilitado de ir aos Jogos.

"Everton Luiz Ribeiro foi convocado pela Confederação Brasileira de Atletismo para substituir o treinador Justo Manuel Despaigne Navarro, oficial do mesmo grupo de provas, que está impossibilitado de comparecer aos Jogos. Everton Luiz Ribeiro tem registro como treinador na CBAt", afirmou o COB.

O COB tentava a contratação de outro profissional para trabalhar com o treinador da atleta, Julian Meija, que pé contratado pela Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) sem sucesso.

Com isso, a entidade optou pela contratação de Everton Luiz. No caso de Medina, a entidade não liberou o credenciamento para a esposa do atleta ir para os Jogos Olímpicos como parte da equipe técnica do surfista.

Em junho, o COB lembrou que, em decorrência da pandemia, teve de cancelar o programa "Familiares e Amigos", pelo qual o comitê daria todo o suporte para que os competidores pudessem receber as pessoas mais próximas na cidade sede dos Jogos. O Japão impôs restrições a todos os países participantes, impedindo inclusive a entrada de familiares, amigos, fãs e turistas no país durante o período dos Jogos, que também devem ocorrer sem público.

 

Lance!
Publicidade
Publicidade