PUBLICIDADE

Arlen López ganha medalha de ouro e põe Cuba na liderança do boxe em Tóquio

4 ago 2021 10h05
ver comentários
Publicidade

Arlen López conquistou seu segundo título olímpico na quarta-feira, colocando a potência Cuba no topo do quadro de medalhas do boxe em Tóquio, depois de superar o britânico Ben Whittaker em uma final eletrizante na categoria até 81kg.

Pugilista cubano Arlen López mostra medalha de ouro conquistada na Olimpíada Tóquio 2020
04/08/2021 Pool via REUTERS/Buda Mendes
Pugilista cubano Arlen López mostra medalha de ouro conquistada na Olimpíada Tóquio 2020 04/08/2021 Pool via REUTERS/Buda Mendes
Foto: Reuters

López, campeão dos pesos médios nas Olimpíadas do Rio, manteve a calma durante todo o combate e exibiu habilmente seu boxe, mantendo uma distância de Whittaker e garantindo a segunda medalha de ouro para Cuba em Tóquio.

As cabeças de chave Buse Naz Cakiroglu e Busenaz Surmeneli venceram suas lutas nas semifinais para dar à Turquia a chance de conquistar seu primeiro ouro no boxe feminino olímpico.

A única luta pela medalha de ouro do dia foi para López, que mostrou mais experiência na luta contra Whittaker.

López chegou para a entrevista coletiva segurando seu telefone e sorrindo, no meio de uma ligação para a família em casa.

"Eles ficaram muito, muito felizes, obviamente", disse ele. "O sacrifício que fiz, os esforços que fiz, eles me apoiaram. Estamos aqui saudando nossas famílias."

A derrota foi dolorosa para Whittaker, que se recusou a colocar a medalha de prata durante a cerimônia do pódio.

"Parecia um fracasso, então não consegui comemorar a prata", afirmou ele.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Publicidade
Publicidade